Receita de Tiramissú harmonizado com cerveja artesanal

E quem é que disse que cerveja não combina com sobremesa? Para provar que esta combinação além de possível é deliciosa, a Ceraflame – líder em cerâmicas no sul do país – convidou a sommelier Gabrielle Thami Demozzi para harmonizar alguns dos melhores rótulos do Brasil com as receitas de boteco mais amadas, inclusive as doces que são perfeitas para fechar uma noite divertida ao lado dos amigos, não é mesmo?

O resultado está 4ª edição da revista Sabor Saudável Especial Receitas, criada pela indústria catarinense de cerâmicas.  Um dos exemplos é a tradicional receita de Tiramissú, que foi harmonizada com a deliciosa MD Café Light, uma Blond Ale da Mad Dwarf.

Para quatro porções do doce você vai precisar de: 500 g de queijo mascarpone; 2 gemas; ½ xícara de chá de açúcar; 60 ml de rum ou cachaça; ½ xícara de chá de café passado forte sem açúcar; 16 unidades de biscoito champanhe; 4 claras de ovos e Cacau em pó para polvilhar.

Como fazer?

Em um prato de sopa misture o café, o rum e reserve. Separe uma travessa retangular para montar o Tiramissu. Agora que você já escolheu uma travessa, molhe apenas um dos lados do biscoito na mistura de café e rum e acomode os biscoitos na travessa com o lado molhado virado para cima. Repita o processo até cobrir todo o fundo da travessa e, então, reserve. Na batedeira, bata as gemas com o açúcar até que se forme um creme claro. Adicione o mascarpone. Misture com auxílio da batedeira e reserve. Em seguida, limpe e seque muito bem a tigela e as pás da batedeira. Agora você precisa bater as claras até o ponto de neve. Misture cuidadosamente as claras ao creme de mascarpone, já reservado. Para finalizar, espalhe o creme sobre os biscoitos, cobrindo completamente a travessa e leve à geladeira por 24 horas. Antes de servir, polvilhe um pouco de cacau em pó. Se a travessa for pequena e mais alta, uma boa dica é fazer camadas de biscoito e creme.

“Essa é uma harmonização por combinação! Tanto a cerveja MD Café Light como o Tiramisú têm as mesmas características sensoriais que, em combinação, vão enaltecer o café e destacar as principais características tanto da cerveja quanto do Tiramissú”, explica a Sommelier Gabrielle, responsável pelas harmonizações da revista.

 

A temperatura de uma cerveja influencia a experiência de degustação, já que ela pode alterar o bom funcionamento dos receptores gustativos da língua. Temperaturas baixas permitem que cervejas fracas sejam apreciadas por seu frescor, enquanto temperaturas mais quentes permitem que os sabores e aromas mais complexos de uma Ale sejam percebidos. Desta forma, o ideal é servir a sua Blond Ale entre 4ºC e 6C.

 

Para degustar por completo a experiência da harmonização e garantir que a cerveja seja servida na temperatura certa é imprescindível investir nos Growlers de cerâmica da MondoCeram Beer que, por serem fabricados com uma matéria prima única, mantêm a bebida gelada por muito mais tempo, sendo uma ótima opção para quem deseja ter em casa suas cervejas favoritas. Os growlers possuem uma vedação excelente que elimina o contato do oxigênio com a cerveja, mantendo intactas suas características de sabor e aroma.