Cavalos terão consulta veterinária gratuita no sábado, 28 de outubro

O Programa de Controle da Tração Animal, da Secretaria Municipal de Proteção Animal de São Leopoldo (Sempa), vai disponibilizar consulta veterinária gratuita para cavalos, no dia 28 de outubro, sábado, no Largo Rui Porto. Os atendimentos ocorrerão das 9h às 12h, somente para equinos utilizados em tração animal e pertencentes a condutores com baixa renda da cidade.

A Prefeitura de São Leopoldo, Sempa e ULBRA, seguem a política para tratamento da questão da tração animal em São Leopoldo de acordo com Termo de Cooperação firmado entre as entidades. O atendimento será gratuito, mediante o cadastro que será feito no local; sendo obrigatório a apresentação de documento com foto do condutor. Os exames, anamnese, pele, sangue, urina e fezes serão gratuitos. O programa será efetuado no mínimo uma vez por mês, em regiões diferentes da cidade.

Saiba mais

O termo de cooperação técnica com a ULBRA tem a finalidade de dar suporte ao programa de redução gradativa dos veículos de tração animal na cidade, mantendo atendimento clínico gratuito a eqüinos pertencentes a pessoas de baixa renda, cadastradas em algum programa social. A universidade fornece os veterinários e a prefeitura fornece a estrutura operacional. Estima-se que haja 1.000 eqüinos no município para atendimento. O termo foi assinado em julho deste ano pelo Diretor do Campus Canoas, Erivaldo de Brito, pelo Prefeito Ary Vanazzi e pelo secretário da Sempa, Anderson Ribeiro.

Fiscalização

Há três meses a Sempa realiza blitze de veículos de tração animal em São Leopoldo. “Em agosto ocorreram as blitze para educação dos condutores e, após, as blitze tem poder de apreensão seguindo leis vigentes, uma delas desde 2005”, explica o secretário Anderson Ribeiro. A fiscalização das carroças ocorre em diversos locais da cidade. São permitidas apenas carroças com duas rodas ou charretes com duas rodas, sendo proibido qualquer outro meio de tração. O condutor deve portar carteira de identidade e ter mais de 18 anos. O animal deve estar com ferraduras (em bom estado), limpo, alimentado e hidratado. É proibido o uso de fêmeas em gestação na tração; portar ou utilizar relhos, chicotes, varas ou qualquer ferramenta similar; e ultrapassar o limite interno do veículo. A carroça deve ter: pneus em bom estado e calibrados, espaço para água e comida do animal, sistema de freio com alavanca e lona, sistema de amortecimento por molas, arreios em bom estado e sem ferir o animal, sinaleiras “olho-de-gato” na parte frontal e traseira.

Em caso de apreensão, os animais serão devolvidos após o pagamento das despesas médicas, de alimentação e do alojamento. Não serão devolvidos os animais que não tiverem a posse comprovada ou sem condições de tração. O animal e o veículo devem ter Nota Fiscal, ou recibo, com todos os dados e características do cavalo (resenha, origem, descrição) ou do veículo (dimensões, materiais, cor, data de fabricação), com assinatura do vendedor autenticada em cartório.