GeralNovo HamburgoPorto Alegre

Casa de Cinema de Porto Alegre promove mostra comemorativa

docedemae - Casa de Cinema de Porto Alegre promove mostra comemorativa
Doce de Mãe

São 21 longas, 14 médias, 31 curtas, 18 séries e mais de 200 episódios, em 7593 minutos de material produzido, que construíram 30 anos de história da Casa de Cinema de Porto Alegre. Para comemorar a produtora promove, a partir de 20 de novembro, uma mostra com 30 títulos produzidos neste período, um de cada ano. As produções, disponibilizadas gratuitamente através do site da produtora, ficarão disponíveis por uma semana, por streaming na plataforma Vimeo, com a melhor qualidade de imagem disponível e alguns com opções de legendas em português, inglês e espanhol.

A programação inicia com o curta-metragem O Dia em Que Dorival Encarou a Guarda, dirigido por Jorge Furtado e José Pedro Goulart, filme produzido antes da criação da Casa de Cinema, mas que conta com parte de seus sócios fundadores em sua ficha técnica. Integram a lista produções como Ilha das Flores (1989), Anchietanos (1997), episódio da série da TV Globo Comédias da Vida Privada, o curta Dona Cristina Perdeu a Memória (2002), dirigido por Ana Luiza Azevedo e o piloto da série Doce de Mãe (2012), indicado ao Emmy Internacional.

A seleção, feita pelos quatro atuais sócios da Casa de Cinema, Ana Luiza Azevedo, Giba Assis Brasil, Jorge Furtado e Nora Goulart, buscou contar de alguma maneira um pouco da história da produtora e de seus antigos sócios e parceiros. “Nestes 30 anos muitas pessoas participaram da história da Casa e a mostra também é uma maneira de celebrar e homenagear os profissionais que já passaram por aqui e construíram essa trajetória conosco”, afirmam.

A Mostra encerra em 21 de dezembro, com a exibição da série Grandes Cenas, dirigida por Ana Luiza e Vicente Moreno, que foi ao ar no Canal Curta! e uma pequena amostra do que está por vir em 2018.

Confira a programação da primeira semana da mostra:

Segunda-feira 20/nov

PRÉ-1987 / O DIA EM QUE DORIVAL ENCAROU A GUARDA (14 min)

Direção: Jorge Furtado e José Pedro Goulart

Numa prisão militar, numa noite de muito calor, o negro Dorival tem apenas uma vontade: tomar um banho. Para consegui-lo, vai ter que enfrentar um soldadinho assustado, um cabo com mania de herói, um sargento com saudade da namorada, um tenente cheio de prepotência – e acabar com a tranquilidade daquela noite no quartel.

Terça-feira 21/nov

1988 / BARBOSA (13 min)

Direção: Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo

Trinta e oito anos depois da Copa do Mundo de 1950, um homem volta no tempo a fim de impedir o gol que derrotou o Brasil, destruiu seus sonhos de infância e acabou com a carreira do goleiro Barbosa.

Dona Cristina Perdeu a Memória cópia - Casa de Cinema de Porto Alegre promove mostra comemorativa
Dona Cristina Perdeu a Memória

Quarta-feira 22/nov

1989 / ILHA DAS FLORES (12 min)

Direção: Jorge Furtado

Um tomate é plantado, colhido, transportado e vendido num supermercado, mas apodrece e acaba no lixo. Acaba? Não. ILHA DAS FLORES segue-o até seu verdadeiro final, entre animais, lixo, mulheres e crianças. E então fica clara a diferença que existe entre tomates, porcos e seres humanos.

Quinta-feira 23/nov

1990 / MEMÓRIA (14 min)

Direção: Roberto Henkin

No Brasil, cópias de filmes eram exibidas por 5 anos, e depois destruídas. Uma fábrica em São Paulo utiliza essas cópias na confecção de vassouras. Jânio Quadros volta a se eleger prefeito de São Paulo. Em 1989, o Brasil tem sua primeira eleição presidencial direta em três décadas. Alguns candidatos são velhos conhecidos. Mas ninguém lembra mais o que aconteceu da última vez.

Sexta-feira 24/nov

1991 / O VAMPIRO DE NOVO HAMBURGO (4 min)

Quadro do programa “Dóris para maiores” para TV Globo

Direção: Jorge Furtado

Falso documentário sobre o falso cineasta Volker Freunden e seu falso e pioneiro filme de terror, falsamente rodado na década de 1920 na verdadeira cidade de Novo Hamburgo.

Também da série de quadros produzidas para o mesmo programa, estarão disponíveis “Tempo” (3 min) e “Dona Sílvia não gostava de música” (5 min).

Sábado 25/nov

1992 / ESTA NÃO É A SUA VIDA (16 min)

Direção: Jorge Furtado

Documentário sobre a vida de Noeli Joner Cavalheiro. Noeli mora num subúrbio de Porto Alegre, é dona de casa e tem dois filhos. Nasceu numa cidade do interior, foi pra capital, trabalhou numa padaria, casou. É uma pessoa comum. Mas não existem pessoas comuns.

*****

Domingo 26/nov

1993 / VENTRE LIVRE (48 min)

Direção: Ana Luiza Azevedo

O país do futuro é onde as crianças engravidam? O maior país católico do mundo é onde mais de trinta mil mulheres morrem em conseqüência de aborto? A 10ª economia do planeta é a do país onde 27% das mulheres estão esterilizadas? VENTRE LIVRE conta um pouco da história de Vera, Ivonete, Carmen, Denise, Maria do Carmo, Marlove – pessoas que nasceram no país com a mais desigual distribuição de renda do planeta. Um documentário sobre direitos reprodutivos no Brasil, enquanto o futuro não chega.

Tags

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios