Aeroporto Salgado Filho tem nova administração

aeroportosalgadofilho - Aeroporto Salgado Filho tem nova administração
A Fraport, empresa alemã, assume as operações em decorrência do processo de concessões do governo federal – Foto: Leandro Osório/Especial Palácio Piratini

O Aeroporto Internacional Salgado Filho passa, a partir de hoje (2), para a administração da Fraport, que assume as operações em decorrência do processo de concessões do governo federal. A empresa alemã fará uma série de investimentos, estimados em R$ 600 milhões até 2021, e que devem ser intensificados em 2018. A Fraport administra 30 aeroportos em todo o mundo. No Brasil, além de Porto Alegre, também venceu a concessão em Fortaleza.

A outorga pelo aeroporto gaúcho foi de R$ 382 milhões, com concessão por 25 anos, prorrogáveis por mais cinco. Em setembro, o governador José Ivo Sartori conheceu a operação da empresa em Frankfurt. Sartori destacou a parceria e a aproximação com o grupo alemão. “Aqui (em Frankfurt), conhecemos as metas e o trabalho de um processo feito com seriedade. Eles querem a convivência, a responsabilidade social e uma gestão operacional diferenciada para o Rio Grande do Sul, e o governo do Estado está à disposição para ajudar”, concluiu Sartori, na ocasião.

Em outubro de 2017 foi criado um grupo de trabalho para agilizar ações ligadas ao Poder Executivo que pudessem auxiliar o setor de logística do RS, inclusive na instalação da Fraport, que já vinha operando em parceria com a Infraero desde o último mês de julho. Reuniões envolvendo diferentes órgãos foram realizadas e as tratativas seguem sob coordenação da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect).

“O ano de 2018 começa com novas perspectivas para a logística do Estado, em função da ampliação da pista do Salgado Filho, e também com a geração de novos serviços que qualificarão ainda mais o aeroporto de Porto Alegre”, avalia o secretário em exercício da Sdect, Evandro Fontana.

No programa de investimentos obrigatórios estão a expansão do terminal para 36 mil metros quadrados, extensão da pista por pelo menos 920 metros, implementação de novos sistemas automáticos de gerenciamento de bagagens e de controle de segurança e 14 pontes de embarque de aeronaves e respectivos pátios.

Também estão previstas outras melhorias, como sinalização de terminais, iluminação externa para os acessos de rodovias, estacionamentos, terminais de carga e de passageiros, e outras áreas, entre outras.