Geral

Rachel Moreno aborda democratização da mídia, mulheres e água

2017 01 19 Palestra Rachel Moreno Democratização da Mídia Mulheres e Água 17 REDIMENSIONADA - Rachel Moreno aborda democratização da mídia, mulheres e água

Democratização da mídia, mulheres e água, foram os assuntos debatidos na palestra da psicóloga, pesquisadora e militante feminista, Rachel Moreno, na manhã da sexta-feira, 19 de janeiro. O momento, que reuniu cerca de 60 pessoas na Escola de Gestão, no Centro Administrativo, foi organizado pelas Secretarias de Meio Ambiente, Políticas para Mulheres e o Gabinete da vice-prefeita.

Moreno começou a apresentação fazendo o público refletir sobre suas ações com a água. Partindo do princípio que água é fonte de vida para todas as pessoas, ela relaciona a mulher ao tema pelo papel atribuído a elas pela sociedade, como cuidadora da família e da casa. Por isso as primeiras impactadas pela escassez do recurso hídrico seriam as mulheres. “Tem lugares que a mulher percorre três horas para buscar água, nesse trajeto ela se expõe aos riscos da violência ”, destaca Rachel. Ela acrescenta: “qualquer que seja o assunto, vale discutir a questão de gênero”.

Ligando a questão da mulher, ela expõe a imagem feminina na mídia. Segundo a psicóloga a mídia brasileira decide o que deseja e como deseja dar visibilidade, por isso, segundo ela, a mulher sempre é colocada em uma visão mercadológica ou frágil. “Nós somos uma invisibilidade relativa”, disse Moreno. Como maiores problemas trazidos pela representação da mulher construída pela mídia ela cita a padronização da beleza inalcançável e a banalização ou espetacularização da violência.

Rachel Moreno é autora dos livros “A Beleza Impossível” e “A Imagem da Mulher na Mídia”, atua na causa das mulheres há 44 anos e luta pela democratização da mídia há 12 anos.

Foto: Thales Ferreira

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios