Geral

Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música

Durante os dias 27 de janeiro a 8 de fevereiro Curitiba se transformará na capital da música do Brasil. A 35ª edição da Oficina de Música vai movimentar a cidade inteira. São esperados mais de 1.300 alunos de todo o país. A oficina também terá estrangeiros, vindos da Argentina, Paraguai, Bolívia, Holanda, Alemanha, Reino Unido, Espanha e Lituânia.

Serão 96 cursos de música erudita e popular brasileira, com aproximadamente 125 eventos, entre concertos, palestras, feiras, workshops, oficina verde, além do “circuito off” em 13 bares da cidade. Veja toda a programação.

Dicas para aproveitar a cidade durante a Oficina de Música

 

Memorial de Curitiba - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto:Alice Rodrigues (arquivo)
Memorial de Curitiba

No Memorial de Curitiba vai ter samba e música erudita distribuídos em oito dias de programação. O espaço fica no meio do Centro Histórico, próximo das igrejas mais antigas da cidade – Igreja da Ordem e Igreja do Rosário. Aos domingos, o local recebe o Pavilhão Étnico. No dia 28 de janeiro, a Escola de Samba Mocidade Azul se apresenta às 12h.

No dia 4 de fevereiro é a vez da Escola de Samba Enamorados, no mesmo horário. Ao lado, o Palacete Wolf (Praça Garibaldi, nº 7) tem um Posto de Informação ao Turista, com várias informações, dicas e roteiros.

Centro Cultural Teatro Guaíra - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto: Cesar Brustolin/SMCS

Teatro Guaíra

O Centro Cultural Teatro Guaíra vai ter diversos dias de programação, sendo 12 no Guairão e 14 no Guairinha. O teatro é um dos mais tradicionais do Brasil e um dos marcos da arquitetura modernista no Paraná, valendo, por si só, uma visita.

Do outro lado da Praça Santos Andrade está o prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (agendamentos pelo telefone 3360-5000). A uma quadra dali está o Passeio Público, o mais antigo parque municipal de Curitiba, inaugurado em 1886. Fica aberto de terça-feira a domingo, das 6h às 20h.

Capela Santa Maria  - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto: Lucília Guimarães/FCC

Capela Santa Maria

A Capela Santa Maria vai receber diversos concertos, recitais e apresentações musicais durante a Oficina Musical. Ali também acontecem a Oficina Verde e a Feira do Vinil. Localizada no Centro da cidade, a capela em estilo neoclássico foi construída pela Congregação Marista, em 1939. É hoje a sede da Camerata Antiqua de Curitiba, grupo de coro e orquestra fundado em 1974 e mantido pela Prefeitura de Curitiba. Após participar dos eventos na capela, aproveite para passear pelo calçadão da Rua XV de Novembro, também conhecida como Rua das Flores.

Paiol Foto Daniel Castellano SMCS - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto: Daniel Castellano / SMCS

Teatro do Paiol

O antigo paiol de pólvora, transformado em teatro em 1972, é um símbolo cultural e histórico de Curitiba. O espaço, que mantém as características originais da edificação, com a configuração de construção romana em forma circular, abriga importantes espetáculos de música e teatro.

Ao lado do teatro, uma ciclovia leva ao Centro e para o Centro Cívico, bairro que reúne os prédios públicos do estado, marcante por sua concepção urbanística. Pedalando um pouco mais, chega-se ao Bosque João Paulo II e, mais a frente, ao Parque São Lourenço. O Teatro do Paiol também fica próximo do Jardim Botânico, cartão-postal de Curitiba

Bicicletando na Oficina - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto:Cido Marques/FCC

Bicicletando na Oficina

Um passeio ciclístico musical é a proposta do Bicicletando na Oficina, organizado com o Ciclo Iguaçu – Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu. O passeio sairá da Praça de Bolso do Ciclista às 16h no dia 3 de fevereiro (sábado) e passará pelo Bosque do Papa em direção ao Parque São Lourenço, onde haverá shows musicais.

Adultos e crianças podem participar do passeio, que será acompanhado por agentes da Setran – Secretaria Municipal de Trânsito. Os ciclistas terão música o tempo todo, já que duas rikshas levarão instrumentistas para tocar durante o trajeto.

nibus da Linha Turismo - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto: Orlando Kissner/SMCS/ (arquivo)

Linha Turismo

No próximo domingo (28/1), quem pegar o ônibus da Linha Turismo, que sai às 15h da Praça Tiradentes, poderá apreciar o repertório de música celta do grupo Gaiteiros de Lume. O grupo tocará durante o trajeto até o Memorial Ucraniano, no Parque Tingui, e depois fará um show especial no palco que estará montado no local. Com a aquisição da cartela com cinco tíquetes, no valor de R$ 45,00, é permitido desembarcar em quatro dos atrativos turísticos de sua preferência.

passeio musical de motociclistas 312x468 - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto: Orlando Kissner/SMCS (arquivo)

Parque Tanguá

Um passeio musical de motociclistas está programado para o dia 4 de fevereiro (domingo), saindo da Capela Santa Maria em direção ao Parque Tanguá. A ideia é que os músicos peguem carona com os motoqueiros até o parque, onde haverá apresentação da Banda Sinfônica da 35ª Oficina de Música. A apresentação terá um repertório bem popular, com clássicos do rock e da MPB, segundo o maestro Edivaldo Chiquini.

Universidade Livre do Meio Ambiente - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto: Cesar Brustolin/SMCS

Unilivre

No dia 4 de fevereiro (domingo), na Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre ) haverá shows, a partir das 15h, dos grupos Clan Mac Norse, de música nórdica, e Gargul, de música neomedieval. A universidade está no Bosque Zaninelli, que tem como atrações a mata nativa e o ar puro.

Bosque Alemão - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto:Ricardo Almeida/SMCS (arquivo)

Bosque Alemão

No Oratório de Bach, no Bosque Alemão, um recital de cravo e violino com Fernando Cordella e Emmanuele Baldini. A apresentação será no dia 4 de fevereiro (domingo) às 15h.

O bosque conta com elementos relacionados à cultura germânica, uma homenagem do prefeito Rafael Greca e da cidade de Curitiba à etnia que aqui se estabeleceu no século 19, a partir de 1833. Além do oratório, a Torre dos Filósofos, uma torre com 15 metros permite visualizar o bosque.

No meio do percurso, que conta a história de “João e Maria” dos irmãos Grimm através de painéis de azulejo, situa-se uma biblioteca denominada Casa da Bruxa (ou Casa de Contos), que é um espaço reservado para desenvolver o interesse pela leitura no público infantil. Ao final da trilha, chega-se ao pórtico que reconstitui o frontão da Casa Milla, um dos principais exemplares da arquitetura da imigração alemã.

Sociedade Thalia - Dez locais para curtir Curitiba durante a 35ª Oficina de Música
Foto:: Divulgação

Sociedade Thalia

O belo edifício, declarado de interesse histórico pelo município, marcou a vida cultural da capital com grandes bailes e imperdíveis carnavais dos anos 1950 a 1980 e o inesquecível Balé Thalia, conduzidos pelos talentos de Tadeu Morozowicz e sua filha Milena. O local vai abrigar o Baile da Sociedade Thalia, no dia 3 de fevereiro (sábado). A rua onde está a sociedade, a Comendador Araújo, é uma das mais bonitas da cidade. Seguindo pela rua chega-se à Avenida do Batel, um dos polos da vida noturna de Curitiba.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios