Variedades

Dicas para viajar com a família com melhor custo e benefício

Viagens em família tem suas vantagens e desvantagens, principalmente quando se tem filhos pequenos. Para Bruno Pinheiro, empreendedor digital e criador do blog Família sem Fronteiras, é possível viajar mais, inclusive para o exterior, e economizando. “São coisas simples, mas o ponto principal é o planejamento da viagem, pois isso que irá impactar todos os custos do passeio”, explica Pinheiro, que já “morou” em mais de 50 países em três anos. Confira algumas dicas para economizar na viagem em família, independente de onde será o destino:

Aposte em plataformas de aluguel local

Já que a idéia é viajar em família, ao invés de ficar em hotéis, procure alugar apartamento de pessoas locais na cidade em que irão se hospedar. Desta forma é possível economizar com taxas de hotel, café da manhã, almoço, janta e até mesmo economizando lavando e passando as próprias roupas caso seja preciso. “É importante pensar em todos os benefícios que um hotel ou esse modelo de hospedagem oferece para o seu bolso, tenha o valor que pretende gastar pré-definido e não fuja do orçamento proposto, explica Pinheiro. Se mesmo assim a opção for a hotéis, o ideal também adquirir reserva em plataformas especializadas como o Booking.com, que oferece preços de hotéis muito mais barato do que agências de viagens ou comprar direto no hotel de destino.

Foto: Shutterstock

Pesquise se vale à pena ou não alugar um carro

Antes de arrumar as malas, vale a pena estudar o local e o transporte da região para saber se há necessidade ou não em alugar um carro. A melhor opção sempre é optar por passeios que não envolvam carros, mas nem sempre isso é possível e depende muito do local da viagem. “Em Paris, por exemplo, não vale à pena alugar um carro porque não tem onde parar, e fica muito caro. Já nos Estados Unidos, varia muito de acordo com o destino, em algumas regiões tudo fica muito distante e será preciso alugar carro e chamar serviço de táxi pode ficar mais caro do que alugar um carro por dia”, alerta Pinheiro.

Fuja das temporadas

As altas temporadas são as vilãs para quem quer viajar e com filhos o cuidado preciso ser ainda maior. Além de tudo estar mais caro, é preciso ter cuidado com “muvuca” e crianças no mesmo ambiente, com certeza essa parte será mais estressante. “Para quem quer viajar para Europa ou Estados Unidos, evite viajar em julho e agosto, final de dezembro e início de janeiro, por exemplo, épocas consideradas alta temporada. Procure viajar antes ou depois dessas épocas”. Segundo o nômade, se a idéia é viajar para conhecer o verão na Europa, o ideal é viajar no final de agosto, início de setembro ou em junho. “Sempre pesquisar a época do ano em que vai viajar e se há possibilidade de não pegar a alta temporada. Além de ser mais barato é mais tranqüilo para conhecer a cidade, se divertir e descansar com a família”, finaliza.

Foto: Shutterstock

Evite levar muita bagagem

Procure viajar somente com uma mala de viagem que excede o peso de 23 quilos, pois caso ultrapasse esse peso, terá um custo adicional para conseguir despachar a bagagem. “O ideal sempre é levar o necessário e o que realmente irá usar pensando sempre o peso mínimo para despache, isso porque caso a viagem seja nacional, vai pagar muito mais caro pelo excesso de peso.

Passagem aérea

As companhias low cost podem ser uma grande opção para encontrar passagens mais baratas. Atualmente existem aplicativos que são bastante conhecidos por oferecerem o melhor custo benefício na compra delas. “Sem dúvida que essas companhias oferecem os melhores preços de passagens aéreas e para qualquer lugar do mundo e dependendo do local que irá viajar facilitam a viagem, assim como aplicativos especializados em passagens áreas, é possível encontrar passagens com a metade do preço que são oferecidos pelas agências de viagem, por exemplo”, conclui Pinheiro.

Bruno Pinheiro é publicitário e especialista em negócios online, Bruno Nogueira Pinheiro tem estado à frente de cursos e mentorias focados em transformar profissionais em empreendedores digitais de sucesso. Seu modelo de negócio consiste em “vender conhecimento”. Autor do best-seller “Empreenda Sem Fronteiras”, da Editora Gente, Pinheiro mostra que é possível empreender de qualquer lugar do mundo, com dicas e ferramentas que impactam em um negócio online de sucesso, narrando a sua experiência junto com sua família (esposa e dois filhos) nos mais de 40 países que “residiram” até o momento. Atualmente, mais de 10 mil alunos já fizeram os seus cursos e acessaram seu e-book gratuito.

Tags
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios