Brasil

Rei Momo abre carnaval do Rio em cerimônia no Palácio da Cidade

Cercado por sua corte, Rei Momo exibe chave da cidade e abre o carnaval de 2018 no Rio – Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Rei Momo abriu oficialmente hoje (9) o carnaval do Rio de Janeiro, em uma cerimônia no jardim do Palácio da Cidade, com a presença do prefeito Marcelo Crivella, No ano passado, a prefeitura transferiu a cerimônia para o Sambódromo, e a festa foi aberta sem a presença do prefeito.

Tradicionalmente, a chave da cidade é entregue ao Rei Momo na sexta-feira antes do Carnaval, o que marca a abertura oficial da folia no Rio de Janeiro. A chave passa o ano sob a guarda do Instituto Cultural Candonga, que traz o artefato simbólico para que o prefeito entregue ao Rei Momo. Apesar de estar presente, Crivella não entregou a chave, que passou diretamente do Instituto Candonga para o Rei Momo, Milton Júnior, que há seis anos faz a declaração oficial de abertura.

Ao discursar, o prefeito afirmou que o carnaval é um momento paradoxal, que traz otimismo e esperança no meio de um cotidiano de desigualdade e violência. Crivella negou ter preconceito contra a festa e disse que ele é que foi sempre discriminado desde que se converteu à Igreja Universal. “Não é verdade quando as pessoas dizem que o prefeito tem qualquer tipo de preconceito contra o carnaval. Até porque sou alvo de muito preconceito e discriminação, e entendo, e é assim desde criança, desde o tempo em que me converti”, disse Crivella, que afirmou ter feito todos os esforços possíveis para que o carnaval deste ano tivesse sucesso e brilho.

Visita ao Sambódromo

Antes da solenidade, o prefeito fez uma vistoria no Sambódromo, que estava marcada para 10h, mas ocorreu antes do horário previsto. Na Marquês de Sapucaí, Crivella visitou camarotes, conheceu as estruturas de som e iluminação do Sambódromo e chegou a ser atingido por um jato de água de um hidrante. Após a visita, ele brincou: “Se o bombeiro encostar ali, vai poder apagar incêndio até no Catumbi [bairro vizinho ao Sambódromo]”.

Jornalistas que acompanhavam a visita perguntaram se Crivella entregaria a chave ao Rei Momo, e ele respondeu que a entrega simbólica estava virando “um dogma religioso”. Naquela altura da manhã, a informação oficial era de que a cerimônia de entrega das chaves seria fechada à imprensa.

 

Tags
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios