CASANEWS

Como utilizar diferentes tipos de madeiras em um ambiente

Foto divulgação – projeto corporativo assinado por Carmem Avila

A madeira é conhecida por agregar conforto aos ambientes e continua a ser um dos elementos muito utilizado na decoração de interiores. Versátil e clássico, a madeira pode escurecer ou iluminar um ambiente, trazer um clima moderno ou rústico, além de apresentar tons e texturas diferentes. Para Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, não é necessário optar por apenas um tipo específico de madeira no décor. Acostumada a realizar a mescla em seus projetos – tanto comerciais, corporativos ou residenciais, a arquiteta ressalta a necessidade de trazer um olhar atento para a combinação e seguir algumas precauções visando não sobrecarregar os ambientes. A seguir, as dicas elencadas por ela para trabalhar o mix com esse importante elemento da natureza.

· Evite o excesso de texturas

“Para um ambiente onde a madeira estará presente em grande escala é importante dosar as texturas com elementos de superfícies neutras e uniformes” explica Carmen.

· Composição piso e paredes

A arquiteta explica que é possível trazer a harmonia para a utilização da madeira tanto no piso como também nas paredes. Para equilibrar a composição, o segredo é pensar em paredes ou outras superfícies lisas. “Por exemplo, um piso de tacos em palito Ipê e uma das paredes também no mesmo material, podem ser acompanhados por superfícies brancas ou off-white”, destaca.

· Madeira na cozinha

A aplicação de madeira na marcenaria da cozinha deve ser combinadas com o piso neutro e bancadas uniformes. “Inox, pedras sintéticas ou Corian são materiais que harmonizam com o elemento. Dessa forma, nada impede trazer para a cozinha banquetas de madeira em outro tom, pois as grandes superfícies já equilibram as texturas”, acrescenta Carmem.

· Composição piso de madeira e móveis de madeira natural

A arquiteta sempre aposta e considera interesse esse tipo de combinação, pois a diversidade de tons da madeira valoriza a leitura do ambiente entre as diferenças das espécies. “Neste caso, é importante que tapetes, estofados, almofadas, papéis de parede ou os objetos decorativos sejam de uma única cor e com pouca ou nenhuma estampa”, indica.

· Madeira maciça e imitações de madeira

Atenção na mistura de madeiras maciças com imitações. “É importante tomar esse cuidado, pois muitas vezes, a madeira natural pode desvalorizar a peça industrial e vice-versa”, alerta a profissional. Por fim, tenha em mãos amostras dos materiais que pretende instalar em um mesmo ambiente. “Esse recurso facilita a definição dos demais elementos do espaço”, finaliza Carmem.

Tags
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios