DestaqueGeral

Limpeza deve ser lembrada no Dia Mundial da Saúde

Um ambiente limpo, seja no local de trabalho, em casa, nos hospitais ou em lugares de entretenimento, pode fazer toda a diferença para a saúde dos frequentadores. Comprovadamente, a limpeza eficiente pode reduzir em até 80% a probabilidade de propagação de vírus comuns. Por isso, neste 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, a Associação Brasileira de Limpeza Profissional (Abralimp), que tem como missão promover a limpeza e a saúde das pessoas e a preservação do meio ambiente, chama a atenção para exemplos de como a limpeza eficiente contribui para o bem-estar geral.

A falta de limpeza adequada, por outro lado, favorece o surgimento de problemas de pele e intercorrências respiratórias, assim como asma, rinite e sinusite. E principalmente as empresas devem estar atentas a esse cenário. Colaboradores doentes custam R$ 225,8 bilhões e correspondem a 7,7 dias perdidos de trabalho por profissional. E ainda, faltas não planejadas causam diminuição de 54% na produtividade e queda de 39% nas vendas de serviços aos clientes. Conheça algumas dicas que a Abralimp preparou sobre limpeza na prevenção de doenças em ambientes coletivos:

  • Toda e qualquer limpeza deve ser planejada e acompanhada por pessoas capacitadas e que entendam do processo de forma global. É fundamental a utilização de processos, produtos químicos e equipamentos adequados que respeitem as variáveis máximas da limpeza profissional sendo elas: temperatura; ação química; ação do tempo e ação mecânica.
  • Para a limpeza de grandes áreas, como indústrias e shoppings, recomenda-se a automação. Toda esta estratégia está voltada para a otimização do tempo, controle da qualidade e redução de custos.
  • O avanço da tecnologia no mercado de limpeza garante a higiene eficaz dos ambientes: equipamentos como aspiradores de pó, secadoras de carpete, enceradeiras, vassouras, lavadoras de piso, sopradoras, carrinhos funcionais, produtos químicos e muito mais.
  • O banheiro é um dos principais ambientes que precisam estar em perfeita higienização. Por isso, devem ser limpos constantemente com produtos específicos como detergentes e desinfetantes neutros.
  • Para o piso, no caso da remoção de sujeiras solúveis em água, a utilização do mop úmido é recomendada. Nos ambientes onde há grande circulação de pessoas, são indicadas as lavadoras automáticas, pois além do chão úmido dificultar a manutenção da limpeza, o cheiro de certos produtos também pode ocasionar irritação aos alérgicos.
  • Poltronas e cadeiras, por sua vez, além de aspiração, podem receber cuidados para proteger o revestimento. Quando há sujidades como derrames de líquido ou outros, dependendo do material da cadeira, é preciso o uso de um produto específico, pois podem danificar-se facilmente caso seja utilizado o produto incorreto.

Curiosidades

Veja também alguns dos locais com maior proliferação de germes e bactérias em ambientes coletivos e previna-se fazendo a correta higienização das mãos:

  • Bebedouros: 2.700.000 por polegada
  • Bandejas de refeitórios: 33.800 por polegada
  • Pias: 32.000 por polegada
  • Pratos de refeitórios: 15.800 por polegada
  • Teclados: 3.300 por polegada
  • Tampa de sanitários: 3.200 por polegada

Fontes: Dr. Leonard Krilov e International Sanitary Supply Association (ISSA).