DestaqueSaúde

Grávida celíaca pode ter complicações na gestação

Recentemente, Isis Valverde anunciou que está grávida de seu primeiro filho. Porém, um detalhe muito importante chama ainda mais atenção para a história: a atriz é celíaca. A doença celíaca acontece quando o intestino delgado não consegue absorver e assimilar a recepção do glúten – proteína facilmente encontrada em cereais, como o trigo, a aveia e cevada. Normalmente a doença aparece ainda na infância, com sintomas como barriga estufada, gases, ânsia de vômito, diarreia, perda de peso, entre outros.

A Dra. Debora Poli, gastroenterologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, explica que o tratamento para a doença celíaca é a dieta livre de glúten. “O paciente precisa seguir as recomendações passadas pelos especialistas. No caso das gestantes, devem seguir à risca cada passo da dieta”, orienta. Na maioria dos casos, logo que a dieta se inicia os sintomas podem desaparecer e o quadro volta a ser normal, o que também vale para as futuras mamães.

Para as gestantes que tem dificuldade de controlar a doença, os sintomas mais comuns são a desnutrição e perda de peso. Além de influenciar no crescimento e falta de vitaminas para o feto. Dentre todas as vitaminas necessárias para o desenvolvimento do feto, está o ácido fólico, especialmente importante na formação do tubo neural, que sua deficiência pode resultar má formação. Se a doença não for controlada, as chances de parto prematuro aumentam de maneira considerável.

A especialista recomenda para o controle da doença e bem-estar da mamãe e bebê que ambos frequentem consultas de rotina não só com o ginecologista e obstetra, mas com o gastroenterologista e nutricionista, que poderão auxiliar na substituição de alimentos e melhora da dieta. “Para aquelas mulheres que estão programando uma gestação é importante estar com a doença controlada. Por isso, é essencial fazer uma avaliação antes de engravidar”, orienta.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo