ATUALDestaqueVariedades

Terror: os filmes clássicos dos anos 80

“A Freira”, “Invocação do Mal”, “Anabelle”, “O Chamado”… com certeza ler esses nomes já te deu alguns arrepios. Mas, se você é de fato um fã de terror – e tem mais de 20 e poucos anos – não ficou tão impressionado com os grandes sucessos atuais do gênero. Afinal, quem cresceu assistindo a”O Brinquedo Assassino” na televisão aberta em plena quarta-feira à tarde precisa de muito mais do que efeitos especiais modernos e tecnologia para se assustar. Se você também adquiriu boa parte do seu gosto cinematográfico nos anos 80 e está contando os dias para ver o Jason novamente nos cinemas em “Halloween”, que estreia dia 25 de outubro em todo o Brasil, confira a lista de personagens clássicos (e bizarros) que a década nos deu de presente.

freddykrueger - Terror: os filmes clássicos dos anos 80

“Um, dois: Freddy vem te pegar. Três, quatro: Feche bem o quarto…” Aposto uma grapete que você leu a música no ritmo certo e ainda foi capaz de continuar a contagem até o 10. Começamos essa lista com o mais clássico dos clássicos do terror oitentista. Freddy Krueger é um dos personagens mais icônicos do período e me arrisco em dizer que não há alguém no mundo que nunca tenha visto uma imagem daquela camisa listrada, o rosto queimado e as garras de metal que saiam de seus dedos. Freddy ganhou a atenção do público em 84, quando “A Hora do Pesadelo” foi lançado. Depois disso, muitas e muitas sequências foram feitas, inclusive uma em que ele divide a cena com Jason.

Por falar nele, quase que Jason fica no final da lista para rolar aquele suspense com seu novo filme que está para sair. Mas, não seria justo com esse grande astro do terror não estar no topo ao lado de Freddy. Com sua máscara de hóquei, o facão na mão e as roupas sujas de sangue, Jason Voorhees faz sucesso desde 1980, quando “Sexta-Feira 13” chegou aos cinemas. Depois disso, ele apareceu em mais de 10 longas, sem contar o mais recente “Halloween”. No novo filme, quatro década depois de ter escapado do ataque de Michael Myers em uma noite de Halloween, Laurie Strode terá que confrontar o assassino mascarado pela última vez. Ela foi perseguida pela memória de ter sua vida por um triz, mas dessa vez, quando Myers retorna para a cidade de Haddonfield, ela está preparada.

chamado filme 700x400 - Terror: os filmes clássicos dos anos 80

Continuando o flashback, o que podemos dizer sobre um boneco que cria vida, mata pessoas usando uma faca, sobrevive a muitas sequências de filmes, se casa e tem um filho? Pois esse é “Chucky: O Brinquedo Assassino”. Parte do imaginário de adultos de todo o Brasil, que assistiram aos filmes protagonizados por ele serem repetidos incessantemente na televisão, ele foi lançado em 1988 com a seguinte premissa: um brinquedo fofo e inofensivo surpreende a todos ao se tornar um assassino. Mas, cá entre nós, fofo ele nunca foi! Fica aqui nossa dica para as mamães. Quando virem um boneco ruivo, descabelado, vestido com uma roupa que parece uma mistura do figurino de Freddy e Jason, não comprem para seus filhos.

Falando em coisas bonitinhas que não são tão boazinhas assim, quem consegue se esquecer de “Cujo”? Oito anos antes dos São Bernardos se tornarem um símbolo de amizade em “Beethoven”, um exemplar dessa raça deixou muita gente sem dormir. No filme, Cujo é um doce cãozinho que fica raivoso depois de ser picado por um morcego. Mas não é só um pouco nervoso, não. Ele aterroriza uma cidade, faz mãe e filho de reféns dentro de um carro durante horas e mata todo mundo que tenta chegar perto para salvar a vida dos dois. Ainda bem que Hollywood tentou limpar a barra da raça depois, porque com uma fama dessas ninguém com o mínimo de bom senso se atreveria a chegar perto de um peludo desse.

poltergeist - Terror: os filmes clássicos dos anos 80

Quase no fim da nossa lista, mas com certeza não por falta de merecimento, temos “Poltergeist”. O longa de 82 se tornou uma referência de efeitos especiais e deixou muita gente com medo de dormir perto de uma televisão desligada. Vale lembrar também que os bastidores desse filme carregam histórias arrepiantes, como mortes de trabalhadores e até de atores depois das filmagens.

Para terminar, um clássico que foi lançado logo no primeiro ano da década de 80 e até hoje é considerado um dos mais importantes filmes de terror de todos os tempos: “O Iluminado”. O filme é uma obra prima do medo, juntando com maestria os momentos de susto e trilha sonora assustadora com o que há de melhor no terror psicológico. Não é a toa que o diretor Stanley Kubrick é considerado um dos maiores profissionais que já existiu.

Se você também adora filmes de terror, “Halloween” chega aos multiplex da Cinesystem nesta quinta-feira. É a chance perfeita de unir a nostalgia do longa com o que há de mais moderno em som e projeção no mercado exibidor. Afinal, o tempo passou e a gente sabe aproveitar o que é bom!

Artigos relacionados