DestaqueSaúde

Como manter o foco sem desperdiçar energia

No dia a dia as pessoas colocam energia em vários eventos realizados no cotidiano, como trabalho, família e casa. Mas, segundo a psicóloga transpessoal e orientadora pessoal Wanessa Moreira, muito tempo é desperdiçado diariamente em coisas que estão fora do alcance de cada um. “Quando a pessoa se preocupa muito com ‘o outro’ e sofre com o que ele deve fazer, como deve agir e pensar, por exemplo, acaba desviando o foco e começa a desperdiçar energia”, esclarece a especialista.

O resultado disso, de acordo com a especialista, é que quando alguém fica julgando ou avaliando as atitudes de outra pessoa, acaba perdendo o próprio o foco. “Assim, estarei deixando de viver a minha vida, saindo do meu foco e pegando uma porção da minha energia e colocando na outra pessoa. Sempre que tiramos nossa porção de energia e colocamos em algo que não está ao nosso alcance, contribuímos para a diminuição do nosso foco”, explica.  Para a psicóloga, as escolhas e atitudes estão dentro do foco de cada pessoa. “Em resumo, tudo depende de você. Defina o seu foco hoje e comece a construir uma série de atitudes, sem dispersar energia com aquilo que não é do seu caminho, com o que não é urgente e tente mantê-lo”, orienta.

Publicidade

Ponto de energia

Wanessa Moreira, que também é master mentoring em coaching corpo e mente, afirma que o foco é o ponto de energia de cada um. “Caso você esteja com seu ponto de energia vivendo o presente, olhando o mundo a partir da realidade que você cria, observando o que chega para você sem julgar, sem culpar e transformando essa energia a seu favor, você só amplia seu foco”, garante.

Busque novas rotas

Publicidade

Para a especialista em orientação pessoal, é importante que cada um tente fazer novas escolhas ao longo da vida. Outra forma que nós, humanos, temos de perder energia é carregando aquilo que já não nos atende. Fazemos isso por ser mais fácil, já que é uma rota que já conhecemos. Acabamos optando pelo conhecido ao invés de colocar a energia em ações para viver coisas novas”, diz.

Continue e não perca a fé

Wanessa Moreira afirma que o foco é, também, continuidade. Portanto, quando a pessoa já sabe o seu foco, e começa a se desviar dele, o cérebro começará a fazer alguns questionamentos: “esse foco ainda é real para mim? Eu quero isso mesmo? O que eu ganho e o que eu perco se isso acontecer?”, enumera Wanessa. “Quando eu me encaixo, sinto que algo realmente passa a fazer sentido, tanto para o coração quanto para a cabeça. Automaticamente, eu tenho vontade de continuar. Além disso, é muito importante que o foco seja movido, também, pela paixão!”, finaliza.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar