DestaqueLitoralNotícias

Preço das passagens aéreas cai 16,85% em 2019

Segundo Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada na quinta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as passagens aéreas no Brasil ficaram mais baratas em 2019. De janeiro a setembro deste ano, o preço do bilhete teve uma queda de 16,85%, item não-alimentício com a maior redução para o consumidor brasileiro.

A chegada das empresas “low cost” devem representar ainda uma importante ferramenta para melhorar o preço das passagens aéreas para os brasileiros. Ao todo, cinco empresas já demonstraram interesse em operar no país: a Air Europa, que já demonstrou interesse em atuar no mercado doméstico; a Sky e a Norwegian, que já estão realizando voos internacionais; a Flybondi, que começou a operar sexta-feira (11), e a JetSmart, que voará no país a partir de dezembro.

Publicidade

A companhia argentina Flybondi realizou seu voo inaugural saindo de Buenos Aires e chegando ao Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Autorizada a operar pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em julho, a Flybondi é a terceira low cost estrangeira a voar para o Brasil.

Além do Rio de Janeiro, a Flybondi já anunciou que deve começar a operar em Florianópolis ainda em 2019, com três voos semanais. A expectativa com a chegada da companhia aérea é de que mais turistas argentinos venham ao país, além do fortalecimento de uma gestão integrada do turismo com os países vizinhos. Segundo dados do Estudo da Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo, a Argentina foi o principal emissor de turistas estrangeiros ao Brasil em 2018, com quase 2,5 milhões de argentinos vindo ao país.

Publicidade

A primeira empresa estrangeira especializada em passagens de baixo custo a operar voos regulares internacionais para o Brasil foi a chilena Sky Airline, em novembro do ano passado. As rotas contemplam o trajeto direto de Santiago, no Chile, para os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro; de Guarulhos, em São Paulo, e Hercílio Luz, em Florianópolis. A média é de cinco voos semanais para cada um desses terminais.

Logo depois, o país passou a contar também com a europeia Norwegian Air, que teve sua autorização concedida pela Anac em agosto de 2018. As vendas das primeiras passagens começaram no fim de novembro de 2018 para voos diretos entre Londres, no Reino Unido, e Rio de Janeiro, realizados desde março deste ano. A rota já tem voos às segundas, quartas e sextas-feiras, além de domingos, em aeronave com capacidade para até 344 passageiros.

Casa News
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar