Vale do Sinos

Sapiranga quer flexibilização para a abertura dos restaurantes à noite

O governador do Estado alterou protocolos de bandeira vermelha mas não é o bastante. Para a Administração Municipal é necessário flexibilizar bem mais.

Considerando o decreto de flexibilização do governador Eduardo Leite, a abertura dos comércios de hoje (5) a sábado (8), em horário reduzido das 10 às 16 horas, e restaurantes somente ao meio dia, o entendimento da prefeita de Sapiranga Corinha Molling não é o suficiente devido à crise provocada pelo novo coronavírus está afetando o comércio (que sofre para conseguir honrar seus compromissos), e nem tão pouco para conter as aglomerações.

Em virtude disso, através da Associação dos Municípios do Vale do Rio do Sinos (Amvars), vai se buscar uma maior flexibilização quanto aos dias e horários de funcionamento dos restaurantes noturnos.
Na noite de ontem, os integrantes do comitê técnico municipal, procuradora geral de Sapiranga, Ariane Pereira, e o coordenador da Vigilância Sanitária, Elton Mello, participaram da reunião virtual com integrantes do Comitê Técnico da Covid-19, criado pela Amvars, para a Região 7.

O comitê técnico de gestão regional atuará na Região 7 do modelo de distanciamento controlado para alterar alguns protocolos deste modelo em vigor, possibilidade que lhes será oportunizada a partir desta quarta-feira, quando o governo do Estado deve publicar decreto sobre o novo formato de gestão da pandemia no Rio Grande do Sul que deve prever o compartilhamento da gestão com prefeitos integrantes de cada regional da Covid.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo