GeralNotícias

Solicitação de visto para os EUA bate recorde de espera no Brasil

Demora para a obtenção do visto de turista pode chegar a 20 meses

De acordo com um levantamento realizado pela AG Immigration, escritório especializado em advocacia migratória sediado em Washington, o Brasil ocupa atualmente a sétima posição entre os países com maior tempo de espera para obtenção de visto de turista para os Estados Unidos (EUA). Esse ranking foi elaborado com base em dados do Departamento de Estado dos EUA e revela que a fila de solicitações atingiu recordes em quatro das cinco cidades brasileiras onde o documento pode ser requisitado.

Publicidade

O tempo de espera mais longo é registrado em São Paulo. Atualmente, quem fizer o agendamento hoje só conseguirá uma data para daqui a 615 dias, o que corresponde a quase 20 meses. Em seguida, aparecem Porto Alegre (507 dias), Brasília (493 dias), Rio de Janeiro (478 dias) e Recife (449 dias). Segundo a AG Immigration, apenas o Rio de Janeiro já havia enfrentado uma espera mais demorada. Os números das demais cidades representam recordes.

Outros países

Apenas seis países possuem filas mais lentas: Colômbia, Haiti, México, Nepal, Canadá e Emirados Árabes. No Brasil, os vistos de turismo e negócios correspondem a mais de 90% de todas as solicitações. No caso de vistos para estudo ou trabalho, o processo geralmente é mais rápido.

Publicidade

Agendamento

Os primeiros passos para obter o visto envolvem o preenchimento de um formulário online e o pagamento de uma taxa de US$ 160. Em seguida, é necessário agendar uma entrevista na embaixada em Brasília ou em um dos quatro consulados localizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre.

O visto de turismo tem validade de dez anos e pode ser utilizado em várias viagens aos EUA dentro desse período. No entanto, o tempo de permanência em cada viagem é determinado pela equipe de imigração que recebe o viajante após o desembarque, sendo geralmente inferior a seis meses. Com o visto de turismo, não é permitido trabalhar ou estudar no país, apenas cursos de curta duração são permitidos.

Pandemia

Devido à pandemia de covid-19, a emissão de vistos ficou restrita entre maio de 2020 e novembro de 2021. Os atendimentos foram priorizados para situações de emergência, como funerais de familiares ou tratamentos médicos, além de vistos de estudantes. Desde que os pedidos voltaram a ser analisados de forma geral, a demanda tem aumentado constantemente.

Embaixada

Em comunicado, a embaixada dos EUA reconheceu o problema e afirmou estar trabalhando para aumentar a disponibilidade de agendamentos. Foram contratados novos funcionários, estão sendo realizadas horas extras e o período para renovação de visto com isenção de entrevista foi ampliado de 12 para 48 meses.

A embaixada espera obter resultados positivos até as férias de julho, mas destaca a alta demanda. O Brasil foi o segundo país com maior processamento de vistos do mundo em 2022. Atualmente, são realizadas em média mais de 6 mil entrevistas por dia.

Botão Voltar ao topo