Negócios

Frutos da Amazônia adequa embalagens para exportação

A Amazônia, muito conhecida como o “pulmão do mundo” por absorver grande parte do dióxido de carbono e produzir oxigênio, é detentora de grandes e importantes riquezas naturais. É de lá que vem a matéria-prima da “Frutos da Amazônia”, empresa que leva os sabores da região para outros estados do Brasil e também para o exterior.

Seus produtos – bombons, biscoitos, bolos e geleias feitos com ingredientes como cupuaçu, açaí, castanha-do-Pará, taperebá – já chegaram a países como Estados Unidos, Alemanha, França e Emirados Árabes Unidos. Atualmente a empresa vê na exportação – que representa cerca de 15% do faturamento – uma ótima oportunidade de fortalecer a marca e aumentar sua participação no mercado.

Publicidade

Para sustentar a regularidade das exportações, a empresa viu no Design Export, projeto desenvolvido em parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o Centro Brasil Design (CBD), a oportunidade de adaptar suas embalagens com o foco nos Estados Unidos. “Nossa intenção era deixar as embalagens mais organizadas a partir das estampas que têm as ilustrações de Joana Lira, artista gráfica pernambucana”, conta Ana Paula Paura, da área de exportação da empresa. “Adaptar a embalagem para dois idiomas favorece o mercado internacional e valoriza o nosso produto no mercado interno também”, comenta.

O desafio da Chelles & Hayashi, escritório de design que assina o projeto, era preservar a força da expressão visual das estampas e hierarquizar as informações. “Reconstruímos a estampas e incorporamos novos elementos que geram uma leitura mais organizada das informações. As informações do produto foram destacadas e a floresta vem como entorno delas. O maior desafio foi equilibrar a atratividade visual e a apresentação das informações”, diz a designer Romy Hayashi.

As novas embalagens estão em português e inglês e o lançamento da nova linha aconteceu durante a 11ª edição da YUMME Middle East, feira internacional que reúne empresas do setor de doces e snacks do mundo, em setembro, em Dubai, nos Emirados Árabes. “Com as novas embalagens ficamos mais competitivos. Alteramos até o formato para otimizar o espaço nas caixas de embarque e destacamos o nome da Amazônia, algo atrativo para o mercado internacional. Nossas expectativas de retorno são grandes”, finaliza Ana Paula.

Publicidade

SOBRE O DESIGN EXPORT

Realizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) em parceria com o Centro Brasil Design (CBD), o Design Export é um programa que atende empresas brasileiras que querem ganhar participação no mercado internacional por meio de produtos e embalagens com design.
Os empresários recebem consultorias, capacitações e apoio técnico e financeiro para identificar a melhor oportunidade de inovação e os profissionais mais adequados às suas necessidades, por meio de um cadastro de escritórios de design. Os consultores orientam os empresários em todas as etapas do processo de desenvolvimento do novo produto ou embalagem, subsidiando-os com a informação e apoio necessários à gestão do processo e contribuindo para diminuir os riscos de lançamento da inovação no mercado. O programa já soma duas edições, com 300 empresas atendidas de 30 setores diferentes.
www.designexport.org.br

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar