Hospital Centenário institui mesa permanente com trabalhadores e Junta Financeira

Fotos: Thales Ferreira

Foram assinados, pelo prefeito Ary Vanazzi, os decretos que instituem a Mesa Permanente com Trabalhadores (MPT) e a Junta Financeira da Fundação Hospital Centenário. A solenidade de assinatura dos decretos ocorreu na tarde desta segunda-feira, dia 26 de fevereiro, e reuniu representantes dos sindicatos das categorias profissionais de maior representatividade do Hospital, Secretaria Municipal de Saúde, Câmara de Vereadores, e trabalhadores. A efetivação da composição da Mesa será feita nos próximos dias, após conversas com as entidades.

Preconizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) como instrumento de democratização das relações de trabalho na saúde, a MPT é um fórum paritário de caráter permanente, criado para tomada de decisões sobre a gestão do trabalho. No âmbito do Hospital Centenário, será composta por seis representantes da Gestão Municipal e seis dos sindicatos com legitimidade para representar as categorias profissionais de maior representatividade. “Hoje, estamos instituindo no Hospital Centenário dois fóruns muito importantes. Com a Junta Financeira, conseguiremos analisar os processos que trazem custos para a instituição, o que ajudará na racionalização dos processos”, explicou a presidenta Quelen da Silva, que, na abertura da atividade, apresentou os dois novos instrumentos de gestão.

Em relação à Mesa Permanente com Trabalhadores, Quelen lembrou que o momento atual da instituição apresenta como grande desafio a continuidade das suas atividades. “Isso só vai acontecer se todos os trabalhadores estiverem implicados com o debate em torno da situação do Hospital e, principalmente, se conseguirmos pactuar conjuntamente”, acrescentou, lembrando que o novo instrumento auxiliará democratizando as relações de trabalho, conferindo mais transparência, aprofundando a discussão da profissionalização, da regulação do trabalho e também a qualificação dos processos do Hospital, visando diminuir conflitos.

O prefeito Ary Vanazzi lembrou que durante sua gestão como prefeito, em 2009, este instrumento de diálogo com as entidades representativas dos trabalhadores foi instituído e durou quatro anos. “Foi um período extraordinário, pela qualidade dos debates e das propostas apresentadas. Hoje, estamos reconstituindo esta instância que cumpre papel estratégico” destacou. O prefeito sugeriu que o conjunto das categorias debata não apenas o problema do Hospital, mas também, da saúde pública. “O tema do Hospital vem se arrastando há muitos anos. É injusto, é imoral, que o Hospital receba apenas R$ 235 mil do Estado e que os repasses estejam há meses sem ocorrer. Hoje, o Hospital é bancado pela Prefeitura. A situação é tão séria, que, hoje, não conseguimos fazer o mais importante, que é a prevenção”, lamentou, referindo-se à insuficiência de recursos para a área da Saúde.

A maturidade de uma instituição que, neste ano, chegou aos 87 anos, chamando todos os atores envolvidos para o diálogo maduro foi destacada pelo secretário municipal de Saúde, Ricardo Charão. Segundo ele, o caminho escolhido para enfrentar e superar as dificuldades é o que permitira ao Hospital Centenário projetar seu futuro a médio e longo prazo. “Esta instituição só tem futuro se pertencer a todos esses grupos aqui representados.”

Em seus pronunciamentos, a vice-presidenta da Câmara de Vereadores, Iara Cardoso, e o presidente do Sindicato dos Profissionais da Saúde do Vale do Sinos (Sindisaúde/VS), Andrei Rex, enfatizaram a importância da instituição da Mesa para as categorias de trabalhadores do Hospital. “Este espaço é a primeira boa notícia que recebo no ano. A participação dos trabalhadores nas decisões, através de um espaço de diálogo permanente para buscar as soluções dos problemas, é um grande avanço”, salientou Andrei Rex. Para Iara Cardoso, o fato de as decisões serem compartilhadas confere protagonismo a quem vive, de fato, o tema da saúde. “Cabeças e forças unidas têm mais chances de alcançar bons resultados”, disse a vereadora.

Assinatura decreto Oncologia Centenário 139 700x350 - Hospital Centenário institui mesa permanente com trabalhadores e Junta Financeira

JUNTA FINANCEIRA

Também foi assinado o decreto que institui a Junta Financeira no âmbito da Fundação. Composta por seis integrantes, das áreas administrativa e assistencial, a Junta analisará e deliberará sobre projetos, ações ou medidas que acarretem despesas novas ou não previstas.

Também participaram da atividade o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Luiz Fernando Martins; o presidente do Sindicato dos Enfermeiros do RS, Estêvão Finger; o vice-presidente do Sindicato dos Nutricionistas do RS, Hélvio Weissheimer de La Corte; a diretora do Sindicato Médico do RS, Clarissa Bassin; o vice-presidente Médico do Hospital Centenário, Valmor Ruaro; a vice-presidenta de Operações do Hospital, Lilian Silva; o vice-presidente de Administração Anésio Bohn; a Procuradora Fernanda Klein; a coordenadora de Enfermagem Fabiani Oliveira, e trabalhadores/as do Hospital.

Informações da Scom/PMSL