Brasil

FBI não quer que americanos usem celulares da Huawei

Agência americana está preocupado com espionagem vinda da China

Tecnologia

Os diretores de quatro agências de segurança norte-americanas avisaram os cidadãos para não usarem dispositivos tecnológicos produzidos na China, por empresas como a Huawei e a ZTE.

O grupo que lança o apelo é constituído pelos responsáveis do FBI, da CIA, da NSA e do Diretor de Sistemas de Informação. “Estamos verdadeiramente preocupados com os riscos de deixar qualquer empresa ou entidade estrangeira, que não partilhe dos nossos valores, em ganhar poder dentro da nossa rede de telecomunicações, disse, segundo a “CNBC”, Chris Wray, diretor do FBI, na Comissão de Inteligência, no Senado.

De acordo com o responsável, estas empresas podem exercer “pressão ou controle” sobre as infraestruturas da rede de telecomunicação do país. “Eles ganham a capacidade de fazer alterações prejudiciais ou de roubar informação, podendo levar também a espionagem”, revelou.

Estes avisos não são novos. A Huawei sempre despertou preocupações junto das autoridades norte-americanas. A empresa foi fundada por um engenheiro do Exército de Libertação Popular da China.
A empresa chinesa já tinha sido impedida de se candidatar a contratos públicos promovidos pelo governo dos EUA, em 2014, o que provocou sérios problemas à empresa ao nível das vendas naquele país.

Através de um comunicado a Huawei já reagiu explicando que não representa qualquer perigo para a segurança no país. “A nossa empresa é confiada por governos e clientes em 170 países em todo o mundo”, disse um porta-voz.
No mês passado, Richadr Yu, CEO da Huawei, manifestou-se contra as autoridades norte-americanas, acusando-as de privarem os cidadãos da liberdade de escolha.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo