CASANEWS

Plantar Ideias assina o espaço Paisagens de Luz na CASACOR SP

Entrar em contato com a mãe natureza e estar perto do verde é um desejo cada vez maior das pessoas que moram nas grandes metrópoles. Isso não quer dizer que elas tenham que ir para uma floresta ou mesmo para o campo. É possível vivenciar e ter experiências únicas com o meio ambiente natural e acolhedor sem sair da paisagem predominante de uma cidade grande. Essa é a proposta dos arquitetos e designers Luciana Pitombo e Felipe Stracci, do escritório Plantar Ideias, que participam pela segunda vez da CASACOR São Paulo.

Em 467 m², os profissionais conceberam um jardim e o batizaram carinhosamente de Paisagens de Luz. O partido deste projeto se deu no desejo de trabalhar a materialidade do concreto em contato com a natureza sendo potencializado pelas transformações que as luzes natural e artificial criam.  Para compor o projeto, dentre as várias referências, os arquitetos inspiraram-se no trabalho do artista plástico americano James Turrell, com uma importante atuação voltada para o espaço e a luz. “Todo lugar é repleto de contrastes com sombra e isso cria cenários durante o dia e à noite”, acredita Felipe. “Executar uma boa iluminação em um jardim, sendo ela natural ou artificial com lâmpadas, além da escolha do lugar certo para as plantas, será a chave do sucesso e da beleza desse lugar”, completa Luciana.

A opção por usar somente lâmpadas de LED se deve à preocupação com o meio ambiente, já que o material não contém nenhum elemento poluente ou contaminante. Outras vantagens são o baixo consumo de energia, a alta durabilidade e, também, o conforto térmico para as plantas – o LED não esquenta e não atrapalha o desenvolvimento das espécies. Os paisagistas Luciana e Felipe ainda posicionaram as luzes a fim de criar vários tipos de cena, ajudando a dividir o jardim em três grandes momentos: o painel de grafite cinético, onde se encontra o espelho d’água, o bangalô de projeção e sombras de luzes com cores primárias e o bangalô Sky Window, que faz uma releitura do trabalho do artista plástico James Turrell.

Atentos ao desperdício de material e preocupados em preservar o histórico pergolado, parte importante do Jockey Club, Luciana e Felipe investiram em um jardim pré-fabricado. “Nossa ideia é evidenciar que não são apenas casas e espaços internos que podem ser pré-fabricados”, revela Luciana. A proposta da dupla consiste em mostrar um jardim onde todos os seus elementos, como estruturas metálicas, móveis, plantas e revestimentos, possam ser retirados e transportados para outro lugar sempre que preciso, com facilidade e sem causar nenhum dano ao meio ambiente. Esse conceito de pré-fabricação permitiu que o jardim não necessitasse de estruturas fixas. O resultado foi uma obra limpa e muito sustentável, composta por pisos pré-fabricados de concreto, da linha Apis, desenhada pela dupla, que, instalados sobre areia, permitiram eliminar o uso de contrapiso. Ainda pensando na sustentabilidade, os profissionais utilizaram um tecido reciclado para as coberturas tensionadas dos bangalôs e painéis de fibrocimento sem amianto da Brasilit para o fechamento do espaço.

Com um olhar urbano e uma veia de design, Luciana e Felipe trouxeram para o espaço linhas de mobiliário de paisagem, criadas por eles, que se fundem com as características da metrópole. Eles valorizam os principais materiais das cidades, como o aço inox e o concreto, transformando-os em peças inspiradas na nossa fauna e flora, a exemplo do banco Tamanduá e da linha de casinhas de passarinho Rufus. Exclusivo para esta edição da mostra, a dupla criou ainda o tocheiro Tucano e a mesa Fractus, esta peça adotando o vidro como solução.

Para acompanhar os móveis, os profissionais escolheram plantas pouco comuns, mais conhecidas como PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais), facilmente encontradas na natureza e nas cidades. “Poucas pessoas sabem que elas podem servir como alimentação, tempero ou medicinal”, diz Felipe. Essas espécies foram mescladas com outras plantas maiores e exuberantes nos canteiros, como antúrios gigantes, XanthorrhoeaLicuala, Philodendron ricardoi ePinatifidium, que são bastante especiais pelo caráter de raridade (JPompeo Botânica). Esse cantinho, repleto de contrates de luz e sombra, traz ainda um elemento-surpresa: sobre a parede e o espelho d’-água revestidos de cerâmica, o grafite assinado pelo artista Bieto é a sensação do jardim. “É o cenário perfeito para vivenciar a natureza em meio à cidade, criando um ambiente perfeito para descansar”, fala Luciana.

Serviço:

CASACOR SÃO PAULO

  • De 22 de maio a 29 de julho de 2018
  • Terça a sábado, das 12h às 21h
  • Domingo, das 12h às 20h
  • Jockey Club de São Paulo. Av. Lineu de Paula Machado, 875, São Paulo
Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios