DestaquePorto AlegreRS

Embaixada da Suécia e ONU Mulheres trazem a Porto Alegre exposição fotográfica sobre paternidade

No mês do Dia dos Pais, a exposição “Pais Presentes: a paternidade ativa na Suécia e no Brasil” chega a Porto Alegre, em uma iniciativa da Comissão Pró-equidade de Gênero e Raça da Procuradoria Regional da República da 4ª Região (PRR4) e do Projeto Diálogos Nórdicos. Mostra fotográfica, organizada pela Embaixada da Suécia e ONU Mulheres, pode ser vista de 13 a 30 de agosto no Foyer da Procuradoria Regional da República da 4ª Região.

A exposição, que já passou por São Paulo e Brasília, apresenta imagens do fotógrafo sueco Johan Bävman e autorais de pais brasileiros, que participaram de um concurso promovido em 2017 pela Embaixada da Suécia no Brasil e a ONU Mulheres, no escopo do movimento ElesPorElas HeForShe para discutir a questão de paternidade no Brasil. Enquanto Bävman retrata pais suecos que escolheram ficar em casa com seus filhos e filhas, usufruindo do sistema de benefício parental do governo sueco, famílias brasileiras compartilham suas histórias de como é ser pai no Brasil. “Cuidar os filhos é uma tarefa tradicionalmente considerada feminina. Para mudar isso e alcançar uma sociedade mais igualitária é importante encorajar homens a participar mais no cuidado das crianças. Ao ler e ver as histórias de outros pais e compartilhar suas visões sobre a parentalidade, o desejo é conscientizar homens sobre a importância do papel do pai”, afirma Per-Arne Hjelmborn, Embaixador da Suécia no Brasil.

Publicidade

Na Suécia, o sistema de benefício parental é um dos mais generosos do mundo, permitindo que os pais fiquem em casa com seus filhos e recebam compensação do Estado. O nascimento de uma criança dá direito a 480 dias de licença para ambos os pais. Nos primeiros 390 dias, os pais podem receber até 80% de seus salários. Os 90 dias restantes eles recebem uma porcentagem fixa mais baixa. Dos 390 dias, 90 deles são reservados para cada um dos pais. Os dias restantes podem ser divididos entre o casal livremente.

No Brasil, o sistema de licença maternidade permite à mãe ficar em casa com o seu bebê por 120 dias. No entanto, a licença paternidade só garante que os pais permaneçam 5 dias em casa. Em 2008, uma nova lei criou a Política Nacional Integrada para a Primeira Infância, permitindo que mães e pais que trabalham em uma das empresas integrantes do Programa Empresa Cidadã permanecessem em casa por 180 e 20 dias, respectivamente. Contudo, o programa por enquanto inclui apenas uma minoria das empresas brasileiras.

Serviço

Publicidade
  • Exposição: “Pais presentes: a paternidade ativa na Suécia e no Brasil”
  • Data: 13 a 30 de agosto de 2018
  • Horário: de segunda a sábado, das 6h às 23h30; aos domingos, das 7h às 19h
  • Local: Foyer da Procuradoria Regional da República da 4ª Região
  • Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 800, bairro Praia de Belas – Porto Alegre
  • Realização: Ministério Público Federal, Embaixada da Suécia e ONU Mulheres

O que é o Diálogos Nórdicos

O projeto Diálogos Nórdicos – uma iniciativa conjunta entre as Embaixadas da Dinamarca, Finlândia, Noruega e Suécia no Brasil – tem o objetivo discutir desafios atuais, promover o engajamento e servir de fonte de inspiração a brasileiras e brasileiros por meio do diálogo sobre perspectivas e experiências da região nórdica.

Tendo como princípio norteador a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, os temas anuais dos Diálogos Nórdicos se relacionam intrinsecamente às Metas de Desenvolvimento Sustentável. Assim, o primeiro Diálogos Nórdicos, de 2018, promoverá maior igualdade de gênero. O Diálogos Nórdicos 2019 abrangerá o fortalecimento da confiança entre instituições e indivíduos; e o Diálogos Nórdicos 2020 vai centrar suas discussões no crescimento responsável e sustentável. Estão previstos inúmeros eventos no país sobre o tema.

Publicidade
Botão Voltar ao topo
Fechar