Moda & Beleza

Gestantes ganham cada vez maior espaço no cenário da moda

Atualmente o mercado da moda para gestante pode se considerar um dos nichos mais consolidados no meio varejista, já que o número de mulheres grávidas cresce anualmente aqui no Brasil, causando uma boa movimentação no mercado.

Mas para acompanhar toda essa demanda, as lojas estão cada vez mais procurando inovar e se adequar a diversidade de perfis das mães grávidas, trazendo roupas de qualidade, com muito conforto e modernidade para cada uma.

Moda para gestantes e o mercado varejista

De acordo com uma pesquisa do Sistema de Informação da Atenção Básica, anualmente 3 milhões de mulheres ficam grávidas aqui no Brasil, consequentemente, apontando para um bom crescimento na moda para gestantes no país. O grande benefício para quem trabalha nesse nicho no mercado varejista é que os lucros não param quando a mulher atinge os 9 meses de gestação, isso porque seu corpo continua tendo transformações, mostrando um ciclo fiel entre consumidor e lojas até mesmo no período pós-operatório e de amamentação.

Mas mesmo com boas chances para crescer ainda mais neste mercado, quem decide investir nessa categoria da moda deve se manter sempre atualizado, para conseguir fidelizar seus clientes mesmo depois dos 9 meses, sempre se adequando a diversidade de personalidades das mães e claro, fornecendo peças com muito conforto e qualidade.

Mudanças na moda para gestantes

Se pensarmos em 10 ou até mesmo 15 anos atrás, conseguiremos lembrar perfeitamente como o mercado varejista tratava a moda gestante: ela praticamente não existia. As mães eram resumidas a seus bebês, e não possuíam uma sessão especial em lojas, para que pudessem se vestir com conforto e modernidade.

Ainda nesta época as roupas destinadas para mães de primeira viagem era resumidos a itens simples e caseiros, como camisolas, pijamas, pantufas e sutiãs próprios para amamentação. Essas roupas eram geralmente encontradas em categorias de roupas de bebê, ou seja, essas mulheres grávidas tinha que recorrer a roupas despreparadas para os seus corpos que ainda estavam em fase de mudanças.

O mercado varejista parece ter entendido o recado com o passar do tempo e começou a adequar as peças para cada fase da mulher durante o período de gestação, e estendendo esse processo ao pós-parto e claro, o período de amamentação. Hoje em dia é possível encontrar calças jeans especiais, vestidos, blusas e diversas peças para que a mulher se sinta mais confiante e bonita mesmo nesse período de mudanças físicas e emocionais. Essa mudança começou a dar mais espaço no cenário da moda, trazendo mais escolhas para as consumidoras, promovendo novas alternativas para a mulher usar sua criatividade fashionista em todos os momentos.

Peças populares entre grávidas

Mesmo com a grande diversidade de peças de roupa que o mercado proporciona para suas clientes, algumas peças se destacam com as favoritas e necessárias durante todo o período de gravidez e pós-parto de muitas mulheres.

Nessa fase da vida elas querem se sentir mais confortáveis do que nunca, mas sem perder sua identidade e confiança, e para isso elas contam com peças-chave para manter o look sempre moderno e descolado, para desfilar por aí com suas barriguinhas ou até mesmo com seus bebês no colo. De acordo com varejistas as peças-chave que elas mais escolhem são calças leggin, calças jeans especiais para grávidas, calça de alfaiataria, vestidos e variam entre blusas e tshirt’s.

Perspectiva para moda de gestante

Com o cenário da moda mais aberto para a moda para gestante, esse nicho tende a crescer ainda mais, sempre acompanhando suas demandas, trazendo peças bonitas, confortáveis, com cortes especiais e claro, sempre prezando pelo bem-estar e respeitando a diversidade dos corpos de cada mulher e suas personalidades.

Artigos relacionados