RS

História de Festivais da Canção Nativa é tema de exposição

Festivais da Canção Nativa1 336x468 - História de Festivais da Canção Nativa é tema de exposição

No mês comemorativo à Revolução Farroupilha, o Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS) – instituição da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel) – apresenta exposição que resgata parte da história dos festivais da Canção Nativa no estado. Memorial dos Festivais: A música contando a História do Rio Grande pode ser conferida até o dia 30 de setembro, no segundo andar do Memorial do RS (Sala do Tesouro), com entrada franca.

A ideia é relembrar alguns dos principais festivais que marcaram a produção artística musical do estado. O material exibido integra o acervo do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (IGTF), transferido parcialmente ao Arquivo Histórico no ano passado. A mostra traz materiais gráficos, fotografias, documentos e objetos. Também serão expostos troféus e revistas sobre os festivais, do acervo do Museu Antropológico do RS, também oriundos do IGTF.

Histórico

Com a criação da Califórnia da Canção Nativa, em 1971, no município de Uruguaiana, por Colmar Duarte e parceiros, foi iniciada a divulgação da música regional gaúcha. A partir disso, surgiram muitos outros festivais, expandidos por todo o Rio Grande, bem como Santa Catarina e Paraná. No decorrer das décadas de 1970, 1980, 1990 até os dias atuais, são contabilizados cerca de 200 festivais.

Memorial dos Festivais: a música contando a História do Rio Grande 

  • Visitação:até o dia 30 de setembro
  • de terça a sábado, das 10 h às 18 h; domingos e feriados, das 13 h às 17 h
  • Memorial do Rio Grande do Sul (Sala do Tesouro)
    Praça da Alfândega / Centro Histórico de Porto Alegre
  • Entrada franca

Artigos relacionados