BrasilExtra

BC Convention discute segurança pública no contexto turístico

O Comitê de Hospedagem do BC Convention reuniu na terça-feira, 11, no Hotel San Felice, representantes do turismo, inclusão social e segurança da cidade para discutir alguns pontos e preocupações do setor relacionadas principalmente à questão da segurança pública com impacto no turismo, como a situação dos andarilhos na cidade e a regulamentação e fiscalização dos meios de hospedagens alternativos. Na ocasião alguns hoteleiros destacaram a preocupação com a segurança dos hóspedes e, a partir dessa demanda, foi sugerido pelo Tenente-Coronel José Evaldo Hoffmann Jr, Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar, o uso de um aplicativo entre as recepções dos hotéis e a polícia militar, a exemplo do que já acontece na rede de vizinhos, para que haja uma comunicação ainda mais próxima entre os setores. A ação será implementada já nos próximos meses e será um diferencial para o destino.

A Secretária de Inclusão Social, Cristina Barrichelo, que acaba de assumir a pasta, falou sobre a situação dos andarilhos na cidade, que segundo ela é uma prioridade. “Estamos fazendo alguns estudos e abordagens mais frequentes, trabalhando no convencimento. Entretanto, todo esse trabalho acaba ficando comprometido por conta da população e dos empresários, que auxiliam com comida e dinheiro”, diz. Cristina destaca que enquanto eles tiverem esse ganho secundário, dificilmente irão mudar de situação, por isso é necessário uma campanha de conscientização. “Vale lembrar que temos um local para auxiliá-los, que é a Casa de Passagem, que todos os dias recebe marmitas, dá abrigo e ainda conta com assistentes sociais e psicólogos, que desenvolvem um trabalho com estas pessoas”, diz.

A presidente do BC Convention, Ana Maria dos Santos, destacou o quanto é preocupante essa situação dos moradores de rua e também como é importante buscar soluções e melhorias em conjunto. “A segurança é fundamental, tanto para nós moradores, quanto para os turistas. E essa questão das pessoas em situação de rua é algo que impacta muito, até no turismo. Precisamos honrar com o que a gente vende na divulgação de Balneário Camboriú, onde trabalhamos a cidade como um destino de qualidade”, diz.

Na ocasião também foi discutida a regulamentação e a fiscalização dos meio de hospedagens alternativos. O Comandante do 13º Batalhão do Corpo de Bombeiros, Major De Lima, destacou que a fiscalização nas ocupações transitórias, que são pousadas, hotéis, casa de excursões, são de alta prioridade. “Os imóveis alugados através das plataformas não entram nesta classificação. O que temos feito é ampliar de forma muito forte a nossa fiscalização em toda cidade, inclusive, mudando o modelo de fiscalização. Todas as edificações transitórias passaram pela nossa fiscalização, a não ser que seja clandestina”, diz.

O Secretário de Turismo Miro Teixeira, finalizou o encontro apresentando alguns números do turismo neste ano, destacando projetos que serão desenvolvidos em parceria com a iniciativa privada durante a temporada de verão e que além de trazer mais conforto e qualidade aos turistas, também irão alavancar mais recursos para a promoção. Além disso, trouxe uma das notícias mais esperadas: acaba de ser publicado no Diário Oficial da União o repasse dos R$ 15 milhões do Governo Federal para o Centro de Eventos.