CASANEWS

Arquiteta tira dúvidas sobre reforma e construção

Na hora de construir ou reformar, sempre surgem muitas perguntas e a consulta a especialistas é fundamental para evitar erros.  A arquiteta da rede de materiais de construção Tumelero, Ariane Dutra, desmistifica sete questões recorrentes que surgem durante a obra.

É mais barato construir e reformar sem o auxílio de profissionais da área.

MITO. A contratação desses profissionais é um investimento para a obra ser um sucesso, pois, além de evitar despesas não planejadas, somente um profissional pode emitir documentos que confirmem a segurança da obra. “A não contratação de arquitetos e engenheiros pode gerar gastos para reparar erros que podem aumentar o valor total do investimento”, alerta Ariane.

Trincas e rachaduras precisam apenas de reboco e pintura novos.

MITO. Para tratar as fissuras de forma correta, é necessário descobrir a causa delas, por isso a contratação do profissional é tão necessária. Pois cada tipo de fissuras, e trincas  tem uma causa e uma forma espefífica de solucionar.

A parte de tubulação custa apenas 3% do total da obra.

VERDADE. O orçamento total é pequeno comparado ao total da construção. “Minha dica é investir em produtos de qualidade e profissionais especializados, para evitar gastos extras no futuro”, sugere a arquiteta.

Há paredes que não podem ser derrubadas durante uma reforma.

VERDADE. Apesar de serem mais comuns em construções mais antigas, as alvenarias estruturais não podem ser derrubadas, pois o papel delas é sustentar o andar de cima ou então a laje, o que pode comprometer a estrutura do imóvel.

Pintar as paredes da cozinha ao invés de revesti-las é anti-higiênico.

MITO. Apesar de facilitar a limpeza e possuir maior resistência, os revestimentos requerem um maior investimento na hora da obra, por isso a tinta é uma opção para quem está buscando economia. A sugestão de Ariane é revestir apenas uma parede e usar tinta para as demais.

É necessário comprar pisos e revestimentos com sobra de 10% a 15%.

VERDADE. Durante o processo de instalação, algumas peças precisam de alguns cortes para adaptá-las ao ambiente da forma correta. Isso gera perda de algumas peças. Portanto, comprar 10% a mais caso a instalação seja reta e 15% se for diagonal é a recomendação.

Lâmpadas de LED economizam mais 80% da energia elétrica.

VERDADE. As lâmpadas de LED são a opção mais econômica e eficiente do mercado, pois, apesar de exigirem maior investimento inicial, são excelentes para quem deseja economizar dinheiro e energia elétrica no longo prazo.