DestaqueGeral

Eleições: segundo turno terá reforço de 27 mil militares

Para auxiliar a Justiça Eleitoral no segundo turno das eleições, que ocorre neste domingo (28), aproximadamente 27 mil militares foram colocados à disposição dos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE). Além da segurança, os militares vão ajudar no deslocamento de urnas e equipes que trabalharão durante o pleito aos locais de difícil acesso, como tribos indígenas e comunidades ribeirinhas.

Publicidade

Até o momento, 91 localidades de seis estados – Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima – já confirmaram o apoio logístico. Nas missões de Garantia da Votação e Apuração (GVA), quando o trabalho é manter a normalidade da segurança pública no período, as Forças Armadas atuarão em cerca de 400 localidades, que ainda serão definidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o subchefe de Operações do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Newton de Almeida Costa, o GVA ocorre para assegurar a ordem jurídica. “É uma solicitação do TSE, em complemento às deficiências que possam ter nas forças de segurança estaduais, municipais ou federais”, explica. O trabalho dos militares será coordenado a partir do Centro de Operações Conjuntas (COC), localizado no Ministério da Defesa, em Brasília.

Primeiro turno

No primeiro turno das eleições, realizado no dia 7 de outubro, as tropas auxiliaram em 513 locais de 11 estados, em ações de Garantia da Votação e Apuração. Os militares também foram enviados para 94 localidades em que foi necessário apoio logístico para transportar 278 urnas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.