Geral

R$ 1,2 milhão e pedras preciosas em endereço de João de Deus

Polícia encontrou ainda dólares e euros.

A Polícia Civil de Goiás informou que a mala encontrada em uma das residências ligadas ao médium João de Deus continha R$ 1,2 milhão. Durante a operação, realizada ontem (21) em três endereços, também foram apreendidos US$ 908 e 770 euros, além de pedras preciosas e medicamentos.

As buscas foram autorizadas pelo juiz Liciomar Fernandes da Silva, do Tribunal de Justiça de Goiás, um dia antes. O magistrado é autor do novo pedido de prisão expedido contra João de Deus – desta vez, por posse ilegal de armas de fogo.

Polícia Civil dinheiro joao de deus - R$ 1,2 milhão e pedras preciosas em endereço de João de Deus
Polícia de Goiás contabiliza R$ 1,2 milhão encontrados em mala de João de Deus – Polícia Civil Goiás/Divulgação

Na última quarta-feira (19), policiais civis apreenderam pouco mais de R$ 400 mil e cinco armas de fogo em uma das residências do médium. Parte do dinheiro e o armamento estavam guardados no fundo falso de um guarda-roupa, em um quarto de uma das casas que o médium mantém em Abadiânia (GO).

João de Deus, de 76 anos, está preso preventivamente há sete dias no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, nos arredores da capital goiana, devido a denúncias de abuso sexual durante tratamento espiritual. A defesa do médium nega todas acusações.

Vítimas
Segundo informações do Ministério Público Estadual de Goiás, até ontem, haviam sido contabilizados 596 contatos por e-mails de possíveis vítimas de 15 estados no Brasil, além de 11 de outros países: Estados Unidos (quatro), Austrália (três), Alemanha (uma) Bélgica (uma), Bolívia (uma) e Itália (uma).

Foram identificadas 255 possíveis vítimas. Entre elas, 23 tinham entre 9 e 14 anos quando teria ocorrido o abuso. O Ministério Público já contabiliza 70 casos de abuso denunciados de vítimas entre 19 e 67 anos. Os crimes teriam sido praticados durante atendimentos individualizados e em locais restritos na Casa Dom Inácio de Loyola, no município de Abadiânia.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios