DestaqueGeral

Tendências em alimentação saudável para 2019

A empresa de pesquisa estratégica de mercado Euromonitor International revelou quais serão as cinco principais tendenciais em alimentos saudáveis no seu relatório  Top 5 Trends in Health and Wellness. Segundo Maria Mascaraque, consultora de alimentos e nutrição da Euromonitor International, os consumidores estão buscando produtos mais naturais à medida que adotam um estilo de vida mais holística. Consequentemente, a indústria de alimentos industrializados saudáveis apresenta uma taxa de crescimento maior que a da indústria de alimentos como um todo. “Os consumidores buscam por produtos e serviços que tragam um bem-estar físico e mental, e também serviços personalizados que se adequam às suas necessidades nutricionais e escolhas alimentares. Contudo, há diferenças marcantes entre as regiões do planeta que precisam ser consideradas,” comenta Mascaraque.

Veja abaixo as cinco principais tendências que irão moldar o segmento de alimentação saudável em 2019 e nos próximos anos.
Alimentos “Livres De” se consolidam no mercado
A categoria “Livres De” – marcada por alimentos sem glúten e lactose – se consolidou, deixando de ser somente um produto para os consumidores com intolerâncias alimentares. Em 2018, o segmentou apresentou a maior taxa de crescimento dentro do segmento de alimentos industrializados saudáveis. O consumidor está mais informado sobre seus hábitos e os produtos sem glúten e sem lactose continuarão a brilhar nos próximos anos.

Demanda por alimentos naturais impulsiona produtos orgânicos
A palavra ‘orgânico’ ganhou popularidade nos mercados desenvolvidos como uma alternativa mais natural e sustentável. Embora o mercado norte-americano ainda domine o segmento, novas oportunidades deverão vir de países como França, Itália e China. Contudo, a falta de informação por parte do consumidor sobre o verdadeiro significado do que é um produto orgânico pode levar ao consumo de outros produtos que são mais fáceis de serem compreendidos, tal como aqueles voltados ao bem-estar animal.

Produtos fortificados se destacam em países emergentes
Embora os alimentos fortificados e/ou funcionais estejam perdendo a força no mundo ocidental ao serem percebidos pelo consumidor como um produto mais artificial e processado, o iogurte probiótico continuará ser tendência na região da Ásia-Pacífico. Além disso, a fortificação de micronutrientes é fundamental nos mercados emergentes para abordar a desnutrição, o que deverá impulsionar ainda mais a categoria.

Alimentos energéticos se tornam parte de uma dieta holística
A energia é um elemento-chave no estilo de vida contemporâneo. Houve um grande movimento que deixou de lado somente o controle de peso e passou a abordar também uma dieta que ajude o consumidor a se manter ativo pelo maior tempo possível. As barrinhas energéticas são um dos principais beneficiados por essa tendência e a energia natural proveniente de proteínas vegetais, como nozes ou ervilhas, deverão prosperar ainda mais como uma opção de snack saudável.

Alimentação saudável vira alvo dos clubes de assinatura
Ao mesmo tempo que houve uma mudança na preferência dos consumidores em relação às categorias de alimentos, houve também alterações sobre como e aonde os consumidores compram os produtos. Clubes de assinaturas com foco na saúde e bem-estar estão em ascensão. Isto deverá estimular a inovação neste espaço nos próximos anos como uma forma para as marcas se diferenciarem no mercado.

Artigos relacionados