ExtraRS

Prefeita Fátima Daudt anuncia vencedora da licitação do lixo

Prefeitura homologa resultado do processo licitatório do recolhimento e destinação do lixo

A prefeita Fátima Daudt anunciou nesta quarta-feira, 23, a vencedora do processo licitatório para a contratação de empresa especializada com responsabilidade técnica para a prestação de serviços de limpeza urbana e saneamento ambiental no município. A empresa Onze Construtora e Urbanizadora Ltda apresentou a proposta com o valor mais baixo para a prestação dos serviços, vencendo o processo licitatório.

“Fazer uma licitação de lixo não é uma tarefa fácil. No entanto, trabalhamos de forma colaborativa com o Tribunal de Contas, o que, inclusive, rendeu um elogio ao município de Novo Hamburgo, fixado em painel na sede do órgão, em que salienta que nós seguimos suas orientações para esta licitação. Estamos agindo da mesma forma com a licitação do transporte”, pontuou a prefeita.

A homologação foi realizada após análise dos recursos, quando a Procuradoria Geral do Município (PGM), optou por manter a decisão realizada pela Comissão Permanente de Licitações (CPL), que declarou a vencedora.

Toda a licitação realizada contempla a coleta manual e transporte dos resíduos, o transporte de rejeitos até o aterro sanitário e a operação até a estação de transbordo.

Os contratos a serem firmados terão a validade de 12 meses, renováveis por iguais períodos, até o limite legal de 60 meses. São recolhidos mensalmente em torno de 4.800 toneladas de resíduos sólidos domiciliares. Os custos estimados com a prestação dos serviços nos três lotes devem ser de aproximadamente R$ 10 milhões anuais. A assinatura do contrato acontece em até 10 dias a partir de amanhã, quando a Prefeitura dará a ordem de início dos serviços.

Recolhimento na área central através de contêineres

O processo de recolhimento de resíduos prevê contêineres, através de um sistema de coleta de batedor traseiro, num primeiro momento no Centro de Novo Hamburgo, além do sistema de recolhimento manual utilizado atualmente.

A vantagem da utilização dos contêineres é a ampliação dos pontos de descarte dos resíduos para a população, rapidez, racionalização do serviço e melhor acondicionamento do lixo, além de serem mais seguros e ambientalmente corretos.

Serão 250 contêineres de cor verde para o recolhimento do lixo seco (papelão, garrafas plásticas, sacolas, embalagens de material de limpeza, utensílios e talheres de plástico, copinhos de iogurte e etc). Outros 250 contêineres, de cor laranja, serão específicos para o depósito dos resíduos orgânicos (restos de alimentos, podas e etc).

“Trata-se de um processo licitatório importante para a cidade, que a comunidade já aguardava. O que desejamos, dentro da modalidade expressa no edital, é que os serviços se encaminhem para serem os melhores possíveis. E a comunidade deve estar atenta a isso fazendo a sua parte na medida em que tem consciência da importância da separação de seus resíduos em casa, entre orgânicos e inorgânicos, atitude que vai facilitar, ainda, o processo de triagem do material reciclado”, destaca o secretário municipal do Meio Ambiente, Udo Sarlet.

Saiba mais: abrangência por lote licitado

O recolhimento e destinação final dos resíduos estão divididos em três lotes:

Lote I: abrange a coleta de resíduos manual e transporte dos resíduos sólidos urbanos até a Estação de Transbordo da Central de Triagem e Compostagem dos Resíduos Sólidos Domiciliares do bairro Roselândia.

Lote II: o transporte dos rejeitos da Central de Triagem e Compostagem dos Resíduos Sólidos Domiciliares do bairro Roselândia, até o aterro sanitário de Minas do Leão.

Lote III: a operação e a manutenção da Estação de Transbordo da Central de Triagem e Compostagem dos Resíduos Sólidos Domiciliares do bairro Roselândia.

A coleta seletiva segue sendo realizada pelas cooperativas. Resíduos coletados na área central, devidamente separados, serão encaminhados até o galpão de triagem, localizado no Centro.

Artigos relacionados