GeralVariedades

Uruguai: nova rota turística em Colônia do Sacramento

Começou a fazer parte do cardápio de turismo de Colônia um novo passeio, o “Camino El Real San Carlos”. A Associação de Guias Profissionais de Turismo do departamento uruguaio anunciou a nova rota, após o restauro de alguns dos patrimônios entregues em 2017, apresentando aos visitantes mais uma importante parte da história do estado.

No “Camino El Real” os visitantes serão levados a conhecer as instalações do “Frontón”, saberão da importância da “Escuela Taller de Oficios Patrimoniales Manuel Lobo”, passarão pelo complexo turístico Mihanovich, “Plaza de toros”, e o “Ex Hotel UDE”, a praia, a Usina e as docas. Colônia é um dos principais destinos turísticos do Uruguai, passou a receber muitos turistas quando o ambicioso empresário argentino Nicolás Mihanovich investiu num minucioso complexo turístico, no início do século XX, chamado Real de San Carlos -homenagem ao rei da Espanha na época. Em 1908, o empresário deu início as instalações, hoje contempladas no novo trajeto turístico.

Os visitantes podem desfrutar do passeio cheio de histórias, inovação e curiosidades arquitetônicas, como a de “Plaza de Toros, aos domingos a partir das 11h. Em espanhol custa $ 150 (pesos uruguaios) e $200 (pesos uruguaios) com tradução (necessário agendamento prévio em inglês, português, alemão, francês, italiano e libras).

colonia8 - Uruguai: nova rota turística em Colônia do Sacramento

Outros passeios:

“Camina Colonia”, é o mais tradicional, o passeio apresenta toda a arquitetura do Bairro Histórico de Colônia del Sacramento, que é Patrimônio Mundial. A conhecida rota acontece todos os dias das 11h às 15h. Saída da rua Manuel Lobo, próximo a muralha. Além do “Camina Colônia”, existem:

 “A la luz del Farol”;

  • “Camino el Real de San Carlos”;
  • “Bodegas de Carmelo y Almazara”;
  • “Tardes de Té” e voos de batismo.

colonia2 - Uruguai: nova rota turística em Colônia do Sacramento

 Os encantos de Colônia:

Fundada pela coroa portuguesa em 1860, por quase cem anos foi disputada entre espanhóis e lusitanos, cresceu no meio dos enfrentamentos pelas diferentes nações que brigavam e lutavam por sua posse.  A privilegiada localização geográfica no Rio da Prata e a beleza das suas ilhas e costas foram os motivos de muitas batalhas armadas. Foi deixado como herança da época a arquitetura e o charme das construções, onde as moradias misturam a estilos das duas origens europeias.

 A ruas de paralelepípedo dão um ar de aconchego e nostalgia. O cenário conta suas histórias por si só, as casas centenárias, que hoje abrigam renomados estabelecimentos, oferecem gastronomia de primeira com base na comida tradicional da região, com seus produtos frescos, já que todos derivam daí. Fornecidos pelo rio que margeia a cidade e pelos pequenos produtores que entregam a mercadoria 100% fresca.

 Lojas, que são quase como verdadeiras galerias, vendem artigos de couro, lã, madeira e vidro produzidos manualmente pelos artesões da região, genuína representação da cultura uruguaia. Em 1995 o título de Patrimônio da Humanidade foi conferido ao lugarejo pela Unesco, dando mais força ao turismo local. A estrutura em serviços, hospedagem e alimentação são de primeira. Colônia é um lugar singular.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios