ExtraRS

Novo Hamburgo implantará serviço de Ouvidoria

Como forma de estreitar a relação entre a gestão municipal, as unidades de saúde e a população, a Prefeitura implantará o serviço de Ouvidoria e Monitoramento do Serviço de Atendimento ao Usuário dos Serviços de Saúde. A proposta é fiscalizar e tornar cada vez mais claro o papel desses atores na prestação e recebimento dos serviços na área da saúde. Dentre os objetivos deste serviço, está o de monitorar o acolhimento da comunidade em unidades de saúde e verificar questões específicas como queixas ou dúvidas, como afirma o secretário municipal de Saúde, Naasom Luciano. “Unidades de saúde são, por si só, ambientes de tensão, na maioria das vezes, as pessoas estão em seus limites e podem ocorrer várias versões para um mesmo caso. Com este serviço, analisaremos o cenário sob uma outra perspectiva, a partir da qual pensaremos em melhorias e soluções”, explica.

A empresa responsável por este serviço usará seus próprios softwares para apresentar os resultados à administração. “Vamos utilizar muito mais o recurso humano do que o eletrônico ou tecnológico, são pessoas olhando para pessoas”, complementa Luciano.

A verba utilizada para a contratação da empresa responsável pela Ouvidoria é um recurso federal, vinculado, ou seja, não pode ser usado em nenhum outro setor, mesmo dentro da Saúde. Segundo o secretário, há critérios específicos para a aplicação deste dinheiro e, entre eles, a qualificação dos serviços de ouvidoria. “Toda esta verba é federal, não há um centavo de recurso do município”, salienta o secretário. O titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) acredita que os primeiros resultados deste trabalho sejam conhecidos a partir dos primeiros 30 dias após sua implantação.

Artigos relacionados