Geral

Festival Internacional de Cinema da Fronteira acontece em abril

Inscrições abertas para o evento que ocorrerá em Bagé (RS), Santana do Livramento (RS) e Rivera (Uruguai), de 23 a 27 de abril.

Estão abertas as inscrições de curtas e longas para o Festival Internacional de Cinema da Fronteira. O registro é gratuito e vai até o dia 14 de abril. O evento acontece nos dias 23 e 24 de abril nas cidades de Santana do Livramento e Rivera (Uruguai) e prossegue de 25 a 27 em Bagé.

Zoravia Bettiol e Roger Lerina ao fundo crédito Ana Paula Ribeiro - Festival Internacional de Cinema da Fronteira acontece em abril
Zoravia Bettiol e Roger Lerina, ao fundo – Foto: Ana Paula Ribeiro

O regulamento completo e o envio de obras estão disponíveis na plataforma Festhome pelo link goo.gl/ewt7hg. Além das mostras competitivas, o festival traz oficinas, debates e shows musicais. Esta edição apresenta um recorte temático intitulado “O Renascer do Patrimônio”. A realização é da Associação Pró Santa Thereza e Centro Histórico Vila de Santa Thereza, com financiamento do Sistema Pró-Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac-RS). A produção é da Anti Filmes, com apoio institucional da Urcamp, Unipampa e Udelar. O jornalista Roger Lerina assina a curadoria de longas-metragens. O evento tem direção artística de Zeca Brito e produção de Frederico Ruas e Maristela Ribeiro. Maiores informações no site fb.com/festivaldafronteira.

FF 2019 Poster crédito Leo Lage - Festival Internacional de Cinema da Fronteira acontece em abril
Foto: Leo Lage

O Festival da Fronteira apresenta três categorias competitivas. A primeira, a Mostra Competitiva Internacional de Longas-metragens recebe títulos com duração mínima de 50 minutos, realizados em regiões de fronteiras nacionais ou em países lusófonos e latino-americanos. Os filmes deverão ser falados em português ou espanhol, ou estarem legendados para um desses idiomas.

Para a Mostra Internacional de Curtas-metragens podem ser enviadas produções de qualquer nacionalidade de até 15 minutos. Já a Mostra Competitiva Regional é aberta a curtas com até 15 minutos, realizados na faixa de fronteira Brasil/Uruguai. O tema principal deste ano é o patrimônio histórico material e imaterial que será trabalhado através de oficinas que acontecem durante o mês de abril. “O evento quer lançar um olhar reflexivo sobre o seu local de origem, o Centro Histórico Vila de Santa Thereza, que há 20 anos passou por um processo de restauro que movimentou toda a comunidade de Bagé”, explica Zeca Brito. “O espaço passa agora por uma nova etapa de revitalização”, conclui.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios