Destaque

Unisinos assina convênio de cooperação com ECNU em Xangai

Comitiva da Universidade também participou de Fórum na China

Na última semana, o reitor da Unisinos, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino; o diretor da Unidade de Operações e Serviços, Cristiano Richter; e a diretora do Tecnosinos, Susana Kakuta, embarcaram para China e Coreia.

Na China, a comitiva da Unisinos participou do Xangai Fórum 2019. Evento realizado pelo Fudan Development Institute (FDDI), co-patrocinado pela Fudan University e pela Korea Foundation for Advanced Studies (KFAS). O Fórum tem como objetivo construir uma plataforma interativa para comunicação multilateral entre círculos acadêmicos, políticos, comerciais e de imprensa, através da qual problemas significativos na Ásia e no mundo são discutidos de forma abrangente e profunda, a fim de buscar consenso sobre os aspectos econômicos, políticos e sociais da Ásia.

Publicidade

Unisinos assina convênio de cooperação com ECNU 2 - Unisinos assina convênio de cooperação com ECNU em Xangai

Neste ano, o evento teve como tema “Ásia em meio à remodelação global: desafios, desenvolvimentos e novos paradigmas” e contou com quatro painéis, “Nova tecnologia: inovação e desenvolvimento social”, “Novo pedido: Incerteza Global e a Reestruturação Mundial”, “Nova Altura: Xangai rumo a uma excelente cidade global” e “Nova era: China em uma nova rodada de reformas e abertura”, com um total de 30 mesas redondas.

O Xangai Fórum 2019 reuniu mais de 700 convidados e representantes de think tanks, universidades, governos, empresas, mídia, entre outras instituições nacionais e internacionais. “O Fórum foi muito bom. Um tema que perpassou de maneira bastante sutil, mas efetiva, foi o tema da civilização. É um grande debate em torno do que nós estamos entendendo como a civilização contemporânea”, contou Pe. Marcelo.

Publicidade

Em Xangai, o reitor da Unisinos e a vice-presidente da East China Normal University, Mei Bing, assinaram convênio de cooperação entre Unisinos e ECNU, que abrange várias áreas do conhecimento. O intercâmbio de professores e alunos também esteve em pauta.

Na abertura do encontro, no campus de North Zhongshan Road, Mei sintetizou a evolução e os destaques da ECNU (listada nos projetos “211”, “985” e “Double First-class”), bem como os esforços da universidade para promover a sua internacionalização. Pe. Marcelo destacou o foco da Universidade no desenvolvimento e inovação, temas de grande interesse para as relações entre Brasil e China.

Unisinos assina convênio de cooperação com ECNU 3 - Unisinos assina convênio de cooperação com ECNU em Xangai

“Nós temos muitas opções para podermos desenvolver ações em parceria no campo das relações internacionais e no próprio campo da educação. Acho interessante termos um foco como toda essa temática da educação está sendo desenhada aqui na Ásia”, afirmou o reitor.

Participaram do encontro, a estudante de doutorado da ECNU e docente da Unisinos, Quelen Cassini; o Embaixador, Gilberto Moura; o Conselheiro, Mário Araújo; o diretor da Divisão de Intercâmbios Internacionais da ECNU, Zhou Yunxuan; entre outros representantes de ambas as instituições.

Sobre a ECNU
A Universidade Normal do Leste da China (ECNU) é uma universidade pública abrangente de pesquisa em Xangai. Fundada em outubro de 1951, a universidade possui mais de 22 escolas, faculdades e institutos, localizados em dois campi ao longo de Minhang e Putuo. A ECNU também compreende 2 escolas afiliadas na área metropolitana da cidade: NYU Shanghai em Pudong; eAsia-Europa Business School em Zizhu International Education Park. A universidade mantém uma Estação Nacional de Observação e Pesquisa de Ecossistemas Florestais no Parque Florestal Nacional de Tiantong, Ningbo, província de Zhejiang. São oferecidos 81 cursos de graduação, 110 mestrados, 75 doutorados.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios