RSSaúde

Santa Cruz do Sul inicia distribuição de repelentes nas escolas e emeis

Os pais cujos filhos estudam em instituições de ensino que ficam nas regiões em que são consideradas áreas de risco quanto ao mosquito da dengue, podem ficar tranquilos. Nesta quarta-feira, 5, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) já iniciou a distribuição de repelentes para escolas e emeis.

A diretora de assessoramento técnico da Sesa, Raquel Rozeno, esteve na Escola Estadual Petituba, do Bairro Santo Inácio, na manhã de hoje, para acompanhar a distribuição. “São dois tipos de repelentes. Um é para crianças acima de 6 meses, e o outro para crianças acima de 12 anos e adultos. Bebês menores de 6 meses não podem usar o produto”, orientou.

Ainda segundo ela, cada educandário recebe informações sobre como aplicar cada tipo de repelente, que tem de 4 a 6 horas de duração, e deve ser aplicado de manhã e de tarde. Outra medida adotada pela secretaria é a de disponibilizar um formulário de autorização para aplicação do produto, que deverá ser preenchido pelos pais ou responsáveis pelos alunos.

distribuição de repelentes nas escolas e emeis 3 - Santa Cruz do Sul inicia distribuição de repelentes nas escolas e emeis

Além da Petituba, que atende 270 alunos, as instituições de ensino que receberão os repelentes são as escolas municipais Leonel Brizola, Santuário e Luiz Schroeder, mais as escolas estaduais Luiz Dourado e José Wilke. As Emeis Pingo de Gente, Pequeninos do Faxinal e Mundo Mágico também serão beneficiadas. No total, 3.042 alunos terão o produto à disposição. Outra inciativa da Sesa é quanto à orientação. Palestras aos professores estão sendo ministradas nesses educandários, com o objetivo de passar instruções quanto ao uso correto do produto.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios