Serra Gaúcha

Secretaria de Trânsito promove ação educativa pela segurança de motociclistas em Caxias

Fiscais orientam sobre necessidade de práticas seguras para preservar vidas

Chamar a atenção para detalhes que devem ser observados no dia a dia pelos motociclistas é o foco das abordagens educativas realizadas pela Escola Pública de Trânsito (EPT), departamento da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM). As ações iniciaram nesta semana em diferentes pontos de Caxias do Sul e estarão nas ruas de forma rotineira ao longo dos próximos meses.

Um dos personagens mais vulneráveis do trânsito, os motociclistas representam 10% da frota de veículos em Caxias. E é um público que dificilmente participa das atividades educativas da unidade, segundo o gerente da EPT, o fiscal de trânsito Joelson Queiroz. A proposta colocada em prática nesta semana leva os agentes da secretaria aos principais pontos de concentração dos motociclistas, como restaurantes, lancherias e estabelecimentos com entregas de produtos. Além da orientação, os condutores das motocicletas recebem um cordão para chave de moto alusivo à segurança no trânsito.

Um dos principais objetivos durante a ação é relembrar aos motociclistas a importância de fixar o capacete à cabeça por meio da chamada cinta jugular. Esse equipamento não pode estar frouxo, devendo permanecer sempre em contato com a parte inferior do maxilar do condutor da motocicleta. Orientações sobre a viseira do equipamento e a necessidade de manter os pneus em bom estado de conservação também foram repassadas aos motociclistas envolvidos nas ações da secretaria.

“A receptividade dos motociclistas foi muito boa. Criamos um espaço para tirar dúvidas desse público e seguirmos com o propósito de salvar vidas por meio da orientação, da conversa e do contato com a comunidade. O fiscal de trânsito é um parceiro da comunidade e está nas ruas para ajudar”, salientou. “E estamos também entregando um material, que poderá ser utilizado diariamente, com uma mensagem bem clara de segurança no dia a dia do trânsito”, completou o agente da SMTTM.

Há dois anos, o motociclista Jelson Alexandre de Souza, 42 anos, quebrou o pé após um acidente de trânsito. Precisou ficar 30 dias sem trabalhar até se recuperar da lesão. “Acho legal essas ações educativas para orientar a galera. Um simples ato pode salvar vidas. Infelizmente o motorista ainda é muito imprudente e quem está de moto deve andar por aí com mais atenção”, contou.

Para o titular da SMTTM, Cristiano de Abreu Soares, substituir o panfleto educativo pelo cordão alusivo à segurança é uma maneira de seguir disseminando a cultura de paz no trânsito. “Queremos que, cada vez que os motociclistas colocarem o cordão no pescoço, se lembrem dos fiscais de trânsito e das orientações repassadas durante as abordagens”, ressaltou.

Novas ações

Os fiscais da SMTTM estarão nesta quinta-feira (20/06), das 8h às 10h30, realizando novas abordagens educativas com os motociclistas em diversos pontos da cidade.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios