DestaqueSerra Gaúcha

Gramado fará censo vacinal contra febre amarela

A Secretaria da Saúde de Gramado realizará um censo vacinal no interior e, em razão disso, divulga os dias e locais de vacinação contra a febre amarela. A ação inicia hoje (28), e segue até o dia 20 de julho. O público prioritário é com idade de 9 meses a 59 anos. O censo vacinal é uma solicitação do Ministério da Saúde, com a finalidade de proteger a população do Interior. Para isso, equipes passarão de casa em casa, em toda a área rural, conforme o seguinte calendário:

ABRANGÊNCIA E DATA

Publicidade
  • Carahá: 28 de junho;
  • Vale dos Pinheiros: 1º e 3 de julho;
  • Linha Marcondes Baixa e Linha Accorsi: 1º de julho;
  • São Roque: 1º de julho;
  • Forqueta: 1º de julho;
  • Linha Marcondes Alta: 1º de julho;
  • Pedra Branca: 2 de julho;
  • Linha Furna: 2 de julho;
  • Linha Nova: 3 de julho;
  • Lajeana: 3 de julho;
  • Caracol: 3 de julho;
  • Linha Bonita Italiana: 3 e 4 de julho;
  • Linha Campestre do Tigre: 4 de julho;
  • Arroio Forquilha: 4 e 5 de julho;
  • Linha Tapera Italiana, Linha Tapera Alemã/Alta e Linha Carazal: 5, 8 e 9 de julho;
  • Linha Ávila Alta e Linha Araripe: 8 e 9 de julho;
  • Estrada Velha do Caracol: 8 de julho;
  • Nova Renânia (3 acessos), Linha Morro Agudo (5 acessos), Linha Hörlle (2 acessos), Linha Belvedere (2 acessos) e 1º de Maio: 9 e 10 de julho;
  • Linha Ávila Baixa: 10 e 11 de julho;
  • Serra Grande e Gambelo: 11 e 12 de julho;
  • Quilombo Baixo: 11 de julho;
  • Linha 15: 15 e 16 de julho;
  • Moreira, Caboclo, Estrada do Moreira: 15 e 16 de julho;
  • Quilombo, Linha 28, Avenida do Trabalhador, do número 4050 até o número 4090, Loteamento Wiltgen II: 20 de julho, na Interiorização (única localidade que não será feita casa a casa, e sim na sede comunitária);

Para facilitar o atendimento domiciliar, os moradores devem separar as carteirinhas de vacinação (nas residências fechadas será deixado um informativo para que a família se dirija ao local de vacinação mais próximo).

FEBRE AMARELA

A febre Amarela é uma doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias), gravidade variável, causada pelo vírus da febre amarela, um Arbovírus do gênero Flavivirus, família Flaviviridae, que ocorre na América do Sul e na África.

Publicidade

Sintomas: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina).

Transmissão: é transmitida pela picada dos mosquitos transmissores dos gêneros Haemagogus e Sabethes infectados, os quais habitam áreas de matas. A transmissão de pessoa para pessoa não existe.

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA

Não há registros de casos recentes de Febre Amarela em humanos no Estado e nem de casos da doença em primatas não humanos como bugio-preto, bugio-ruivo e macaco-prego – contudo, a vigilância nas populações desses animais é mantida e, caso sejam encontrados bugios mortos, a recomendação é no sentido de comunicar imediatamente a Vigilância em Saúde.

A Secretaria da Saúde igualmente esclarece que os primatas não humanos não transmitem a doença pelo contato com pessoas e ainda atuam como sentinelas para o alerta de circulação do vírus no ambiente Isto é, também adoecem por febre amarela, o que resulta no óbito desses animais.

VACINA NA ZONA URBANA

A Secretaria da Saúde mantém salas de vacinas permanentes à disposição da população, mediante avaliação e encaminhamento médico nos seguintes dias, horários e locais:

  • Segunda-feira: CAIC, 13h30 às 17h30 (fone 3286 6388);
  • Terça-feira: Centro, 8h às 11h30 e 13h30 às 17h30 (fone 3295 7100);
  • Quarta-feira: ESF Pórtico, 8h às 11h30 (fone 3286 0849);
  • Quinta-feira: Várzea, 8h às 11h30 e 13h30 às 17h30 (fone 3286 8479).

Os casos que devem evitar a vacina são: gestantes e mulheres que estejam amamentando crianças menores de 6 meses, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas que tenham tido choque anafilático após ingerir ovo.

Certificado Internacional: emitido na Vigilância em Saúde, em terças e quintas-feiras, mediante agendamento prévio pelo telefone: (54) 3295 7100 e pré-cadastro no site da Anvisa.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar