Serra Gaúcha

Gramado quer mais segurança com ampliação de videomonitoramento

O projeto para ampliação do videomonitoramento em Gramado foi apresentado pelo secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana, Luiz Quevedo, na sexta-feira, 28, na sede do 1º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPAT).

O prefeito Fedoca Bertolucci (PDT), o tenente-coronel Gilson Wagner, o major André Lima, a capitã Cláudia Maldaner, o diretor de Trânsito Milton Szimeski e o presidente do Movimento Comunitário de Combate à Violência (MOCOVI), Sandro Bazzan, acompanharam a exposição de Quevedo.

Publicidade

O projeto básico prevê a aquisição de 35 câmeras Bullet IP Varifocal, seis câmeras LPR (leitura de placas) e licenças dos softwares, contratação de serviços de transporte de dados e de manutenção preventiva. O investimento estimado é de R$ 540 mil (dos quais R$ 80 mil de emendas impositivas da Câmara Municipal e R$ 460 mil do Executivo).

Segundo a projeção, 11 novos pontos de videomonitoramento (ver relação abaixo) serão criados e, somados aos atuais 13 instalados na cidade, totalizarão 24 equipamentos de apoio à segurança pública.

Presidente do Movimento Comunitário de Combate à Violência (MOCOVI), Sandro Bazzan; major André Lima; prefeito Fedoca Bertolucci; tenente-coronel Gilson Wagner; secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana, Luiz Quevedo.

De acordo com o secretário Quevedo, os estudos para a ampliação do videomonitoramento em gramado começaram a ser desenvolvidos em 2017. Agora, segundo ele, o início da instalação dos equipamentos depende do processo licitatório.

Publicidade

“A licitação já foi aberta. Transcorrendo tudo bem, acredito que no prazo de três meses os novos equipamentos serão disponibilizados para o controle e comando da Brigada Militar”, explicou.

Conforme o prefeito Fedoca Bertolucci, os investimentos em saúde, educação e segurança são compromissos de seu governo e a apresentação do projeto de ampliação do videomonitoramento mostra isso.

“Nunca é desperdício e a ação preventiva evita aqueles resultados (negativos). É melhor trabalhar para colocar uma criança numa faculdade do que num presídio. Desse modo, a gente faz um esforço para melhorar as condições das nossas forças de segurança”, disse Bertolucci.

O prefeito também lamentou a violência envolvendo os soldados Marcelo de Fraga Feijó, 30 anos, e Rodrigo da Silva Seixas, 32 anos, mortos por criminosos durante uma ação policial em Porto Alegre na quarta-feira, 26.

Para o comandante do 1º BPAT, tenente-coronel Wagner, o projeto de expansão do videomonitoramento em Gramado faz parte do contexto do policiamento comunitário, unindo numa mesma causa o Executivo, o Legislativo e a comunidade.

“O projeto é para a sociedade. Tudo é para o povo. Nós somos simplesmente policiais. Nossa função é cuidar do povo. Quando nós temos pessoas que ajudam, nós ficamos emocionados e acreditando que tem jeito”, exaltou o comandante do 1º BPAT, destacando a positiva participação do presidente do Mocovi, Sandro Bazzan.

NOVOS PONTOS

RS 373 (Várzea Grande – Serra Grande); RS 115 (com Faustino Rissi); Rua Emilio Leobet (com Rua D’Artangnan de Oliveira); Avenida Borges de Medeiros (imediações do Corpo de Bombeiros); Estrada da Linha Bonita (com Rua Antônio Benetti Sobrinho); RS 235 (pórtico); Rua Casa da Juventude (com Rua Vinte e Cinco de Julho); Praça Isaías Elias de Moura (imediações do CAIC); Praça do Complexo Esportivo Ernesto Volk (Rua Ribeiro com Rua Farrapos); Vila Olímpica da Várzea Grande (Avenida 1º de Maio com Rua Leopoldo Tissot); Altos da Viação Férrea (Rua Alecrim com Rua Pingo de Ouro).

O secretário de Esporte e Lazer, Jacó Schaumloeffel, disponibilizou recursos do orçamento da área para a colocação de câmeras de videomonitoramento nas praças precitadas.

Os investimentos em segurança pública com recursos do Município, em 2019, anunciados pela Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana, devem alcançar R$ 815 mil.

CÂMARA MUNICIPAL

Na segunda-feira, 1º, o projeto da nova fase de videomonitoramento em Gramado foi exposto na Câmara Municipal – embora não precise de autorização legislativa, parcela do recurso tem origem a partir de emenda impositiva de vereador.

*Texto atualizado às 9h20: R$ 80 mil de emendas impositivas da Câmara Municipal de autoria dos vereadores: Dr. Ubiratã, Everton Michaelsen, Luia Barbacovi, Manu da Costa, Professor Daniel, Renan Sartori, Rosi Ecker Schmitt e Volnei da Saúde. (RT.)

 

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar