DestaqueRS

Pelotas adquire equipamentos de robótica para escolas municipais

Entrega foi oficializada durante o Robopel 207, no Parque Tecnológico; expectativa é de reunir cerca de 1.800 alunos da cidade

Inovação, criatividade e espírito empreendedor preenchem os espaços do Pelotas Parque Tecnológico, nesta quarta e quinta-feira (3 e 4), durante o Robopel 207 – evento que reunirá cerca de 1.800 alunos de escolas públicas e privadas de Pelotas em atividades de robótica, computação, aprendizagem criativa e programação. O universo tecnológico criado na segunda edição do evento foi visitado pela prefeita Paula Mascarenhas, que oficializou a entrega de 80 kits de microbits – o “coração” do robô” – a seis escolas municipais das zonas urbana e rural, que mantêm clubes de criação criativa.

Paula destacou a relevância da educação estar conectada às novas tecnologias e ferramentas inovadoras, ressaltando que esta ligação tem poder transformador.

Publicidade

robótica escolas pelotas - Pelotas adquire equipamentos de robótica para escolas municipais“Hoje o mundo abre oportunidades para quem domina estes conhecimentos e, por isso, me encanto ao ver nossos alunos explicando os conteúdos e adquirindo esta sabedoria”, afirmou a prefeita.
Novidade na rede municipal
Os equipamentos são uma novidade na rede municipal e beneficiarão cerca de 80 crianças e jovens participantes da iniciativa. Com o aporte de R$ 17 mil da Prefeitura, as ferramentas representam um investimento na aprendizagem criativa dos estudantes, que poderão desenvolver novos projetos e aprender, na prática, com o que há de mais moderno na robótica. “Eles poderão fazer um piano robótico com os microbits, por exemplo”, disse a supervisora do Centro Tecnológico Educacional de Pelotas (Cetep), ligado à Secretaria de Educação e Desporto.

Depois de experimentar algumas das novidades apresentadas no Robopel, Isabele, de 11 anos, aluna da Emef Luiz Augusto de Assumpção, afirmou estar animada com os instrumentos recebidos pela escola. Quando questionada sobre o que mais gosta de fazer nas aulas, ela é enfática: “construir robôs”. Este mencionado pela menina foi produzido a partir de sucata, explicou a professora Márcia Krause.

“Nosso campo de trabalho vai ser ampliado com os microbits e eles criarão outra linha de raciocínio; se antes trabalhávamos apenas com o computador, agora os projetos ganharão movimentos e funções”, acrescentou.

Publicidade

Além do educandário do Balneário dos Prazeres, também receberam os kits as escolas Wilson Muller, Nestor Crochemore e Waldemar Denzer – na zona rural –, o Colégio Pelotense e a Emef Mário Meneghetti, no Getúlio Vargas (a primeira do Município que funcionará em turno integral).

A Escola do Sesi também destinou kits de robótica, com peças de Lego, aos educandários municipais e ao Núcleo de Tecnologias Educacionais da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul. As aulas de robótica nas escolas municipais contam com o trabalho do grupo Comunicação, Cultura e Tecnologias (Coctec), vinculado à Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Robopel 207
O evento é uma iniciativa do Pelotas Parque Tecnológico, em parceria com a Prefeitura e a UFPel, e integra o Pacto pela Paz Pelotas. A atividade também é alusiva ao 207º aniversário do município, completados no dia 7 de julho. O evento é uma oportunidade para alunos da Escola do Sesi, UFPel, IFSul e de computação das escolas públicas e particulares da cidade, além de empresas parceiras, apresentarem projetos desenvolvidos em computação criativa.

Também participaram da abertura oficial do Robopel 207 o secretário de Educação e Desporto, Artur Corrêa, e o presidente da Câmara de Vereadores, Fabrício Tavares (PSD).

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios