DestaqueSão LeopoldoVale do Sinos

Combate ao mosquito da dengue no Cristo Rei em São Leopoldo

Nem o frio diminuiu a necessidade de ficar atento aos focos de mosquitos em São Leopoldo. E os cemitérios estão entre os principais criadouros para as larvas do mosquito da dengue. Por isso a Vigilância em Saúde escolheu o cemitério localizado no bairro Cristo Rei para a primeira visita de campo dos 21 agentes de combate à endemias recém-contratados. A atividade ocorreu nesta manhã (9) e faz parte da segunda etapa da capacitação do grupo.

A primeira etapa ocorreu na semana passada com 40h de curso teórico na Unisinos. A partir de agora, os agentes conhecerão as características dos principais criadouros das larvas como ferros-velhos, floriculturas e depósitos de materiais de construção. Ao todo, a Vigilância Ambiental conta com 180 locais mapeados em toda a cidade. “Saímos da sala e fomos para a rua. Trata-se de uma atividade de reconhecimento in loco”, explicou a coordenadora da Vigilância em Saúde Maria do Carmo Rodrigues.

Publicidade

Os novos agentes substituirão dez funcionários que finalizaram seu contrato e se juntarão a outros quatro que já compõem o quadro, totalizando 25 profissionais de combate à endemias.

Publicidade
Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar