DestaquePorto Alegre

Gambás resgatados em Porto Alegre voltam à natureza

Quatro gambás resgatados em zona urbana de Porto Alegre foram devolvidos à natureza pela equipe de fauna silvestre da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) no final da tarde de ontem (1). Um deles, localizado em uma lixeira do Parque Farroupilha, foi encaminhado pelo agente de fiscalização, Luciano Pandolfo à clinica veterinária conveniada com o município para avaliação. Todos foram liberados após os exames que constataram seu bom estado de saúde.

A chefe da equipe, bióloga Soraya Ribeiro, explica que os gambás são animais marsupiais, assim como os cangurus da Austrália e se adaptaram à urbanização. Eles se alimentam de praticamente tudo, e são importantes ecologicamente por dispersarem sementes de frutas e controlarem a população de alguns animais. “Por terem a alimentação chamada onívora (que se alimentam de fonte vegetal e animal), são encontrados revirando lixos e buscando frutas em árvores da cidade”, acrescenta a estagiária de biologia Camila Galvão dos Santos.

Características – Por serem animais noturnos, durante o dia procuram abrigos escuros para descansar, podendo ser encontrados em forros e sótãos de casas. Soraya orienta que as pessoas, ao se depararem com um gambá, mantenham a calma, pois ele não tem perfil agressivo. “Deve-se aguardar o anoitecer, horário em que certamente se deslocará retornando à natureza”, garante.

Contato – Alertas sobre a presença de gambás, especialmente quando encontrarem algum ferido ou em perigo, devem ser encaminhados à Smams pelo telefone (51) 3289-7517, no horário das 8h30 às 12h, e das 13h30 às 18h.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios