DestaqueSão Leopoldo

Passagem de ônibus mais cara em São Leopoldo

A passagem de ônibus vai aumentar em São Leopoldo. O Conselho Municipal de Transportes da cidade aprovou ontem (1), a proposta de reajuste na tarifa de ônibus dos atuais R$ 4,00 para R$ 4,30, para pagamento em dinheiro, e R$ 4,15, para pagamento com o cartão. O valor aprovado pelo conselho ficou abaixo do solicitado pelo Consórcio Operacional Leopoldense (Coleo) que era de 12%. Ainda foi solicitado o fim da gratuidade de 30 passagens mensais para pessoas com mais de 60 anos, conforme legislação municipal, que foi negado pelo conselho. A Correção representa 7,54% de aumento, conforme o valor do IGP-M apurado em maio. Pelo pedido do Consórcio o valor chegaria a R$ 4,50. Os novos valores passam a vigorar a partir de domingo, 4 de agosto.

O decreto de reajuste ainda prevê a renovação de pelo menos 10% da frota em um ano e da apresentação de um aplicativo para celulares que facilite o acompanhamento em tempo real de cada ônibus pelos usuários, entre outras ações. Para quem utiliza o cartão Bilhete Eletrônico Municipal (BEM) fica garantida a integração tarifária com 50% de desconto na segunda passagem, no período de 1h entre um embarque e o outro. O reajuste foi aprovado levando em conta o dissídio da categoria de 5,07% e da variação de mais de 4,7% no valor de diesel no período.

Publicidade

Conforme a diretora de mobilidade urbana da Secretaria de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb), Simone Martins, o reajuste está dentro da legislação, fazendo parte do contrato e o pedido do consórcio já era desde maio, além de seguir a metodologia oficial aplicada em nível nacional conhecida como Grupo de Estudos para a Integração da Política de Transportes (Geipot) do Ministério dos Transportes. “Sabemos que o reajuste impacta, mas conseguimos chegar num valor razoável, conforme os dados técnicos, e ainda estamos incluindo a renovação da frota. E, também, a novidade do aplicativo, que dará mais segurança e funcionalidade ao usuário do transporte público. Ainda, temos a preocupação de não perder postos de trabalhos, que tiveram seu reajuste em mais de 5%, e representam mais de 500 rodoviários”, esclareceu Simone.

Reajustes em outros sistemas de transporte coletivo:
Porto Alegre – de 4,30 para R$ 4,70 (9,30%)
Região Metropolitana – de R$ 4,30 para R$ 4,60 (6,66%)
Sapucaia do Sul – de R$ 4,00 para R$ 4,20 (5,00%)
Esteio – de R$ 3,50 para R$ 3,80 (8,57%)
Canoas – de R$ 4,20 para R$ 4,60 (9,52%)
Novo Hamburgo – de R$ 3,50 para R$ 3,85 (10,00%)

Índices norteadores 2018/2019:
Folha de pagamento (motoristas, cobradores e demais) – 5,07%
Combustível acumulado 12 meses – 21,61%
Vale alimentação funcionários – 5,07%
IGPM acumulado 12 meses (maio) – 7,64%
Salário Mínimo Nacional – 4,61%

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar