DestaqueRS

Santa Maria inaugura escola infantil para receber 150 crianças

Com superfesta, EMEI Ivanise Jann de Jesus é inaugurada

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Educação, deu uma superfesta para a comunidade do Loteamento Cipriano da Rocha, no Bairro Pinheiro Machado, para comemorar a inauguração da Escola Municipal (EMEI) Ivanise Jann de Jesus na tarde deste sábado (14). Já na segunda-feira (16), a instituição vai receber 150 crianças, de 0 a 5 anos, que estão matriculadas.

Promotora que se destacou pela defesa dos direitos das crianças e adolescentes e dá nome à instituição foi homenageada – Fotos: João Alves/Prefeitura de Santa Maria

Com direito a salgadinhos, pipoca e sucos, os pequenos puderam se divertir dentro da escola com a animação de palhaços, da Banda Tamborico e do grupo pré-mirim do DTCE Alma Gaúcha. O Executivo municipal montou brinquedos infláveis e uma Escolinha de Trânsito no pátio da escola e o ônibus do projeto Conexão de Saberes também estacionou junto à instituição de ensino.

Publicidade

Quando as baterias das crianças já estavam para se esgotar, puderem recarregá-las com a apresentação do musical Jardim dos Cataventos.

A diretora da nova escola, Ana Lúcia de Oliveira Villa Real, apresentou cada um dos novos servidores que vão atuar na instituição para a comunidade, ressaltando o papel fundamental que vão ter na vida de cada um dos novos estudantes.

“Aline Bona (Omelczuk), Aline (Carneiro Dalla Corte), Lara (da Costa Neto), Kássia (Weber), Litieli (Schutz), Rubem (Antunes Brasil), Luciane (Fagundes Freitas), Jaqueline Beatris (Hartmann Ledur), Helena (Tem Caten dos Santos), Greice (Aires Nunes Fleming), Tatiane (Sagrillo Marchi), Laura (Bedin), Flávia (Butzke Steindorff), Patrícia (de Almeida Cunha Floriano) e Márcia (Cristina Oliveira da Silva), temos um desafio pela frente, que é o de auxiliar na educação formal dessas crianças, que começa a partir de agora. Mas sei que vamos fazer um bom trabalho, pois estaremos juntos”, disse Ana Lúcia.

Publicidade

Para boa parte desses professores, esse é um momento singular, já que eles estão ingressando, agora, no quadro efetivo de servidores (a gestão do prefeito Jorge Pozzobom já convocou 431 professores desde o seu início). No entanto, para todos da EMEI Ivanise Jann de Jesus, o ciclo que se inicia é mais do que especial, pois são os primeiros professores da escola.

A secretária de Educação, Lúcia Madruga, sob aplausos, comemorou, emocionada, a inauguração da instituição de ensino.

“Foi difícil, mas com o trabalho da nossa equipe, e o apoio do prefeito Jorge Pozzobom, esse sonho se tornou realidade. A partir de segunda, 150 crianças passarão a frequentar essa escola, e em uma idade em que começa sua formação. É uma grande responsabilidade. Ana Lúcia e colegas, sei que vocês farão um ótimo trabalho”, disse Lucia.

Já o prefeito Jorge Pozzobom relembrou a trajetória da secretaria Lúcia até o dia da inauguração da escola.

“Somos um governo que busca soluções. E traremos soluções, uma de cada vez, para resolver problemas crônicos que Santa Maria enfrenta. E eu sou abençoado por ter, ao meu lado, uma secretária como a Lúcia, e uma equipe como a dela, além de ter ajuda do Ministério Público e da Justiça. É a primeira escola que tornamos realidade. E aqui, na comunidade do Cipriano da Rocha. Daremos atenção para todas as regiões da cidade. Só começamos por aqui”, disse o prefeito.

Estiveram presentes no evento o vice-prefeito, Sergio Cechin, o secretário chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, a procuradora geral do município, Rossana Boeira, a controladora geral do município, Carolina Lisowski, o secretário de Desenvolvimento Social, João Chaves, a secretária de Meio Ambiente, Sandra Rebelatto, o secretário de Mobilidade Urbana, Orion Ponsi, o secretário de Gestão e Modernização Administrativa, Marco Mascarenhas, o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Francisco Severo, o secretário de Saúde, Francisco Harrisson, o secretário de Desenvolvimento Rural, Rodrigo Menna Barreto, o secretário de Finanças, Mateus Frozza, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk, a vereadora Cida Brizola, representando a Câmara de Vereadores de Santa Maria, a promotora Valeska Agostini e o juiz Rafael Pagnon Cunha.

Ivanise Jann de Jesus

Em 2018, por meio de um projeto proposto pelo vereador Daniel Diniz, a “creche do Cipriano da Rocha” passou a se chamar EMEI Ivanise Jann de Jesus.

Ela recebe o nome de uma promotora, falecida há quatro anos, que se destacou por estimular jovens a desenvolver atividades com foco na vida saudável e no distanciamento de influências negativas. Ivanise defendia, por exemplo, o encaminhamento de jovens apreendidos por pichação a oficinas de grafite para que pudessem aprender e expressar sua arte de maneira responsável. Ela encabeçou diversos projetos, nos seus 19 anos de Ministério Público, que tinham como premissa a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Ela era casada com o médico radialista Paulo Roberto de Jesus, com quem teve três filhas: Isadora, Isabela e Maria Augusta.

“Ela acreditava muito nas pessoas. Buscava a educação pela inclusão. Isso gerava, às vezes, desavenças. Estando aqui hoje, vendo a estrutura dessa escola, sei que ela estaria muito feliz. Não pelo nome, mas pelo que será feito aqui. Quisera Deus que escolas como essa existissem em todos os lugares do Brasil. Ela sabia, e nós temos que aprender, que a educação é o caminho para um futuro melhor. E inclusão faz parte do que ela entendia por educação”, disse Paulo Roberto de Jesus, acompanhado de suas filhas.

Nascida em Porto Alegre e graduada em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a promotora era referência na cidade pelo engajamento e envolvimento social, Ivanise era muito querida e admirada entre os colegas.

“É difícil resumir, em uma fala, uma pessoa como a Ivanise. Ao mesmo tempo que é difícil resumir, é muito fácil de falar sobre ela. Uma pessoa incrível, que trabalhava em prol daquilo que acreditava. Que acreditava que o seu trabalho fazia diferença na vida das pessoas. E fazia. Fez, faz. A escola ter recebido o seu nome é um reconhecimento pelo seu trabalho. Não é uma homenagem vazia. Ivanise deixou um legado, a crença de que o caminho melhor para a sociedade está na educação. Eu acredito que ela estava certa”, disse o promotor Maurício Trevisan, coordenador do Ministério Público no Rio Grande do Sul.

A família de Ivanise, seu marido e suas filhas, receberam flores da direção da escola em sua homenagem.

A escola

Até o momento, conforme a Secretaria de Educação, há 150 alunos matriculados, mas a escola tem suporte para atender até 180 crianças com idades de 0 a 5 anos.

Além da diretora, da coordenadora pedagógica e dos 14 professores – sendo uma para a Educação Especial –, a instituição contará com 16 monitores/estagiários e três servidores (merendeira, auxiliar de serviços gerais e agente administrativo).

O investimento na escola foi de, aproximadamente, R$ 2,3 milhões, com recursos municipais e federais. Com área de 1.118,48 m², a EMEI Ivanise Jann de Jesus conta com 8 salas de aula, banheiros adaptados, cozinha, vestiário para funcionários, lavanderia, sala multifuncional, sala de informática, sala de professores, secretaria, sala de direção, almoxarifado, banheiro para professores e pátio interno e externo para recreação.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar