DestaquePorto AlegreVariedades

Mostra de Cinemas Africanos volta a Porto Alegre

A Mostra de Cinemas Africanos, com curadoria de Ana Camila Esteves e Beatriz Leal Riesco, volta a Porto Alegre entre terça-feira, 15, e domingo, 20, na Cinemateca Capitólio Petrobras. Durante a semana, o público poderá conferir uma cuidadosa seleção de filmes africanos e afrodiaspóricos reconhecidos em grandes festivais e respaldados pela crítica e públicos internacionais.

A mostra reúne 15 títulos procedentes de 12 países, com atenção especial à produção contemporânea. A maioria dos filmes é inédita no Brasil. Ao total, são 13 longas e 2 curtas de ficção e documentário projetados na Cinemateca.

Publicidade

A sessão de abertura contará com o longa-metragem Kasala!, autofinanciado, escrito, produzido, dirigido e filmado pela estreante Ema Edosio. O filme conta a alucinante história urbana de amizade e cumplicidade entre quatro jovens, apresentando um retrato fiel e cheio de humor da vida na cidade de Lagos. A sessão ocorre no dia 15, às 20h, com ingressos a R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia) – valores aplicados a todas as sessões.

A Mostra de Cinemas Africanos se estabelece como um evento itinerante que coloca o Brasil na rota de circulação dos cinemas produzidos na África e sua diáspora. O evento possibilita que o público brasileiro acompanhe anualmente os lançamentos da cinematografia do continente e que crie repertório sobre ela. A programação já passou por Salvador, Aracaju e São Paulo, e ocorre pela segunda vez em Porto Alegre. Ainda em 2019, será realizada em Poços de Caldas, em Minas Gerais.

Homenage, a Djibril Diop Mambéty
Em reconhecimento aos pioneiros dos cinemas africanos, serão projetados dois longas de ficção do senegalês Djibril Diop Mambèty (1946-1998), tio de Mati Diop, primeira diretora africana negra a competir pela Palma de Ouro no último Festival de Cannes e vencedora do prêmio do júri. Do Mambéty, autor iconoclasta, irreverente e controverso, Touki Bouki (1973) e Hyènes (1992) são dois clássicos universais que serão exibidos em cópias recentemente restauradas e que ainda hoje ressoam por seus temas, mensagens e estilos cinematográficos.

Publicidade

Atividades paralelas
A sessão de abertura da Mostra de Cinemas Africanos contará com um comentário pós-sessão da curadora Ana Camila Esteves sobre o cinema nigeriano contemporâneo. Após a exibição de Kasala!, a pesquisadora conversa com o público sobre as novas propostas estéticas que desafiam a lógica da indústria conhecida como Nollywood, além de abordar o recente papel que a Netflix tem assumido no processo de difusão desses filmes.

Todas as sessões serão apresentadas por Ana Camila, que oferece ao público comentários gerais sobre as obras e seus contextos de produção. A programação conta ainda com o curso Cinemas Africanos Contemporâneos, ministrado pela curadora, que oferta aos interessados um panorama sobre as cinematografias africanas no contexto contemporâneo de produção e difusão. O curso será realizado nos dias 15 e 16, das 9h às 12h, na Sala Multimídia da Cinemateca Capitólio.

Mostra de Cinemas Africanos – Edição Porto Alegre
De terça-feira, 15 a domingo 20
Cinemateca Capitólio Petrobras
Demétrio Ribeiro, 1085 – Porto Alegre
Mais informações: www.facebook.com/mostradecinemasafricanos

Programação
Terça-feira, 15
20h – Kasala!, (Nigéria, 2018)
Sessão comentada pela curadora Ana Camila Esteves

Quarta-feira, 16
18h30 – Nora (Reino Unido, Estados Unidos, 2018) + Bakosó – Afrobeats de Cuba (Cuba, 2019)
20h30 – Ame Quem Você Ama (África do Sul, 2014)

Quinta-feira, 17
18h30 – A Dança das Máscaras (África do Sul, Portugal, 2018)
20h – Cinco Dedos por Marselha (África do Sul, 2017)

Sexta-feira, 18
18h30 – Irmandade (Tunísia, 2018) + Lua Nova (Quênia, 2018)
20h30 – Sofia (Marrocos, Catar, França, 2018)

Sábado, 19 Domingo, 20
16h30 – A Misericórdia da Selva (Ruanda, França, Bélgica, 2018)
18h30 – Touki Bouki (Senegal, 1973)
20h30- Olhe pra Mim (Tunísia, França, Catar, 2018)

Domingo, 20
16h30 – O Africano que Queria Voar (Gabão, 2016)
18h – Keteke (Gana, 2017)
20h- Hienas (Senegal, 1992)

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar