DestaqueEsportes

Grêmio reelege seu Conselho de Administração

Romildo Bolzan e seis vice presidentes tomam posse em 16 de dezembro para mandato de três anos

Um novo capítulo na história do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense foi escrito na noite desta terça-feira, no auditório do Conselho Deliberativo, na Arena. Em uma inédita demonstração de pacificação e harmonia entre os movimentos políticos do Clube, o atual Conselho de Administração foi reeleito para um segundo mandato de três anos. Com isso, o presidente Romildo Bolzan e seis vice presidentes ficam à frente do Tricolor até 2022.

A rapidez da eleição simbolizou a união construída nos últimos anos. O presidente do Conselho Deliberativo Carlos Biedermann abriu a sessão às 19 horas e 34 minutos, cumprimentou os 243 conselheiros que compareceram à Arena e passou a palavra ao primeiro secretário, Thiago Brunetto, que leu o edital de convocação. Em seguida, Biedermann deu posse ao novo segundo secretário, Luiz Fernando Barboza, que assume o posto no lugar de Márcio Floriano Junior, homenageado pelo presidente e aplaudido por todos.

Publicidade

Quando o relógio marcava 19 horas e 38 minutos o presidente do Conselho Deliberativo apresentou a chapa única inscrita para o pleito: Romildo Bolzan indicado à presidência e Adalberto Preis, Cláudio Oderich, Duda Kroeff, Marco Bobsin, Marcos Herrmann e Paulo Luz inscritos para as vice-presidências. Em relação à nominata atual, Marco Bobsin – hoje chefe de gabinete da presidência – assume o lugar ocupado pelo vice presidente Sergei Ignácio da Costa.

Antes de dar continuidade ao processo, o presidente Biedermann cedeu a palavra ao conselheiro Dênis Abrahão, que agradeceu nominalmente ao presidente Romildo Bolzan e aos vice presidentes da atual gestão e, também, parabenizou o futuro vice presidente Marco Bobsin. Em suas palavras, “hoje recolocamos em mais um mandato uma pessoa que modernizou o Grêmio. Esse Conselho está de parabéns, porque atende aos anseios e vontades de cada torcedor”, afirmou Dênis.

Seguindo o rito protocolar, Carlos Biedermann fez breve exposição sobre os pontos que permitiram a reeleição, valorizou a pacificação política alcançada e declarou a chapa eleita, na forma do Estatuto Social, convocando os conselheiros a proclamarem a vitória com uma salva de palmas. Ato seguinte, chamou os integrantes à mesa para receberem o reconhecimento amplo dos representantes dos torcedores.

Publicidade

Coube ao presidente Romildo Bolzan fazer o discurso. Cumprimentando os conselheiros, agradeceu especialmente ao vice Sergei Ignácio da Costa, que deixa o Conselho de Administração ao fim do mandato e projetou mais um triênio à frente do Conselho de Administração.

“Este momento é de reafirmação. Sem sombra de dúvidas o Grêmio é o clube que mais jogadores formou. O clube que melhor prepara o que vem pela frente. Mas, mais do que fazer o processo de estruturação, há o processo do futebol. E tornar o futebol um negócio cada vez mais consistente é a questão mais estratégica que temos”, disse, para dar continuidade: “a única coisa que não teremos é inércia. Por isso, fico muito grato, agradecendo a todos os companheiros dos últimos três anos. E resta dizer que ninguém está omisso, e o que vem pela frente é muito mais consistente. Viva o Grêmio!”, finalizou.

A reeleição desta noite foi viabilizada após mudança estatutária aprovada pelos sócios em assembleia geral realizada no mês de maio. Na ocasião, foi inserida uma nova regra nas disposições transitórias do artigo 124, em decorrência da interpretação do artigo 82 do Estatuto – assegurando ao atual Conselho de Administração o direito de concorrer a uma reeleição para mandato de três anos.

Com o hino do Grêmio ao fundo, Carlos Biedermann agradeceu a presença de todos e encerrou a histórica Sessão Ordinária desta terça-feira. A posse do Conselho de Administração está marcada para o dia 16 de dezembro, quando se inicia o mandato correspondente ao triênio 2020-2022.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar