DestaqueSão LeopoldoVale do Sinos

Ação de combate ao mosquito Aedes aegypti em São Leopoldo

Nesse sábado (9), 24 agentes de combate às endemias estarão nos bairros de São Leopoldo visitando casas em busca de focos do mosquito transmissor da dengue, da febre Chikungunya e da Zika Vírus.

A tarefa faz parte Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti, o LIRAa. O processo é exigido pelo Ministério da Saúde para que os municípios tenham um diagnóstico dos locais mais propensos para a proliferação do mosquito. A partir das informações recolhidas, a Vigilância Ambiental elabora uma estratégia preventiva de atuação. No LIRAa, os agentes percorrem aproximadamente 600 quarteirões, realizando em média 3.500 visitas. Sábado será a vez dos bairros Boa Vista e Arroio da Manteiga.

Publicidade

O controle vetorial e a prevenção da Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus são realizados pela Vigilância Ambiental com base nas Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue do Ministério da Saúde (MS). Atualmente, a equipe da Vigilância Ambiental conta com duas biólogas, uma residente em biologia, dois veterinários e 24 Agentes de Combate às Endemias (ACEs).

O trabalho de prevenção é feito diariamente por meio de visitas domiciliares e em pontos estratégicos (PEs), como por exemplo: cemitérios, borracharias, floriculturas, ferros-velhos, depósitos de material de construção. Quando são encontrados focos do mosquito ou possíveis criadouros, a equipe realiza atividades educativas, tratamento mecânico (eliminação de criadouros) e coleta de amostras para identificação laboratorial.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar