Notícias

Bolsa de valores acionou circuit breaker por duas vezes

Em meio à crise gerada pelo coronavírus, o mercado financeiro está em um dia de forte turbulência. A bolsa de valores de São Paulo, a B3, já acionou duas vezes o circuit breaker somente nesta quinta-feira (12) e o dólar chegou a superar R$ 5.

Publicidade

O circuit breaker é acionado em momentos de forte queda de preço dos papéis negociados na bolsa. O acionamento é feito em três estágios: quando o índice Ibovespa desvaloriza 10% em relação ao valor de fechamento do índice do dia anterior, a negociação é interrompida por 30 minutos; após reabertas as negociações, caso a variação atinja oscilação negativa de 15% em relação ao valor de fechamento do dia anterior, a negociação é novamente interrompida por uma hora. Com as negociações reabertas, se o Ibovespa cair 20% em relação ao índice de fechamento do dia anterior, a B3 pode determinar a suspensão da negociação por um período a ser definido.

A primeira interrupção dos negócios foi por volta 10h20, quando o Ibovespa caiu 11,65%. Por volta de 11h15, o índice caía 15,43% e o circuit breaker foi acionado novamente.

Dólar
Na manhã de hoje, o dólar chegou a R$ 5,01 mas houve redução na cotação com a atuação do Banco Central (BC). No primeiro leilão, foram ofertados US$ 2,5 bilhões, com US$ 1,278 bilhão em propostas aceitas. Em seguida, o BC ofertou US$ 1,250 bilhão e vendeu US$ 332 milhões. Houve ainda uma terceira ação para injetar US$ 1 bilhão, mas nenhuma proposta foi aceita.

Por volta das 13h40, o dólar estava cotado a R$ 4,87. O Ibovespa registrava queda de 19,6%, aos 68.488 pontos. Além da crise do coronavírus, o mercado reage à tensão política, com a aprovação ontem pelo Congresso Nacional da ampliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC), com estimativa de gastos extras em R$ 20 bilhões.

Banco Central e Tesouro
O Tesouro Nacional comunicou na manhã desta quinta-feira que fará leilões de compra e venda de títulos públicos, em coordenação com o Banco Central, entre hoje e o próximo dia 18. “O objetivo da atuação é fornecer suporte ao mercado de títulos públicos, garantindo bom funcionamento desse e de outros mercados correlatos”, diz comunicado do Tesouro.

Em outro comunicado, o Tesouro anunciou o cancelamento de leilão de Letras Financeiras do Tesouro Nacional (LFT), programado para esta quinta-feira. “O Tesouro Nacional seguirá acompanhando a evolução das condições de mercado, para garantir o bom funcionamento do mercado de títulos públicos e de outros mercados correlatos”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.