Brasil

Denúncia de maus-tratos leva a apreensão de aves em São Leopoldo

No Brasil muitas pessoas buscam obtenção de lucro através da venda de animais silvestres ou exóticos, e na maioria das vezes isto é praticado em condições cruéis, levando ao extermínio espécimes raros e em extinção.

Na sexta-feira, 21 de agosto, a Guarda Civil Municipal (GCM) de São Leopoldo, recebeu a denúncia da venda de pássaros próximo à Praça 20 de Setembro, a Praça da Biblioteca, no Centro.

Uma equipe do Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) com apoio de técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), apreendeu 39 aves exóticas que estavam em condições de maus tratos. Todos os pássaros estavam reclusos em apenas duas gaiolas e apresentavam sinais de esgotamento pelo pouco espaço disponível.

Um homem tinha em sua posse dois agapornis, três calopsitas, cinco canários belga, 13 manons, e 16 periquitos australianos. Mesmo sendo aves de comercialização permitida, o indivíduo foi notificado pelos maus tratos às aves. As aves foram encaminhadas aos cuidados de um fiel depositário.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo