PelotasSaúde

Pelotas amplia vacinação para pessoas com comorbidades

Nesta sexta-feira, foram aplicadas 195 doses contra a Covid-19 em drive-thru

Cada um em um carro diferente, acompanhado pelas mães, com a mesma expectativa: vacinar-se contra a Covid-19. Mas, além da imunização e de fazer parte do mesmo grupo prioritário, Luíza Moresco, 20 anos, e Vinícius Centeno, 28 anos, são namorados e têm Síndrome de Down. Nesta sexta-feira (7), eles receberam a 1ª dose da vacina e puderam se curtir presencialmente por alguns minutos – o namoro tem sido on-line, como quase tudo desde o início da pandemia. Os dois jovens fazem parte do total de 195 pessoas imunizadas, em Pelotas, no segundo drive-thru dedicado ao grupo com comorbidades.

Na próxima semana, a Prefeitura amplia mais a imunização para este contingente de pessoas. A novidade foi anunciada pela prefeita Paula Mascarenhas, durante transmissão de vídeo pelas redes sociais no final desta tarde desta sexta-feira.

“Nós recebemos mais doses de vacina e vamos conseguir ampliar a vacinação do grupo com comorbidades até 40 anos, em alguns casos, até os 18 anos. Isso é uma boa notícia! Vamos vacinar também, com essas doses, todas as gestantes, independentemente de ter ou não comorbidades. Peço que fiquem atentos às redes sociais da Prefeitura, onde vamos divulgar, de forma clara e objetiva, os dias destinados para cada grupo”, explicou Paula durante a live.

Quem se vacinou nesta sexta

Luíza não cansava de dizer que queria ver Vinícius vacinado. Ele tinha o mesmo desejo e mais um: poder comemorar festas de aniversário. Ao receber, ao mesmo tempo, a injeção, não esconderam a animação e simularam um beijo sobre as máscaras – beijo que ficou prometido para daqui a um tempo. “Ainda tem que se cuidar. Estou feliz. Tem que se vacinar”, disse Vinícius.

Se eles não escondiam a felicidade e as mães da dupla comemoraram a imunização registrando o momento que, para elas, foi um presente antecipado. “Estou emocionada. É um baita presente de dia das mães antes do domingo”, disse Gilsenira Rangel, mãe da Luíza.

Além de pessoas com Down de 18 anos a 59 anos, no drive-thru desta sexta-feira, também foram imunizadas gestantes e puérperas, com até 45 dias do parto, com as comorbidades definidas. Com o pequeno Luan de 44 dias de vida nos braços, Rossita Lucatelli, 38 anos, recebeu a 1ª dose contra a Covid-19. A puérpera tem doença cardíaca e a imunização representa a ela mais saúde para cuidar do bebê.

“Um ano sem quase sair de casa e, agora, poder receber a vacina é perfeito”, disse a mãe recente.

“Já tô com a roupa de ir”

Além de garantir a prevenção contra a Covid-19, Thiago Mota, 26 anos, não economizou nas poses para registrar o momento da doação para a Campanha do Agasalho 2021. O ponto de coleta montado na saída do pavilhão onde ocorre a vacinação contou com participação expressiva no primeiro dia de arrecadação de roupas, lençóis, cobertores.

As pessoas que forem se vacinar e seus acompanhantes podem realizar doações de peças de vestuário para a Campanha, que tem o tema “Já tô com a roupa de ir”, assim como de alimentos e produtos de higiene e limpeza, além de ração animal. Os donativos estão sendo entregues pela Secretaria de Assistência Social (SAS) para famílias consideradas em vulnerabilidade social atingidas pela pandemia.

Vacinação na próxima semana

A partir da próxima semana, o grupo de pessoas com as comorbidades definidas neste momento para vacinação será ampliado, tanto no drive-thru quanto nas escolas localizadas nos bairros. No Centro de Eventos da Fenadoce, a imunização ocorre das 9 às 17h e, nas escolas, das 10 às 15h.

Drive-thru

* Segunda-feira (10) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, com idades entre 59 e 54 anos.

* Terça-feira (11) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e pessoas com deficiência permanente, que recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre 53 e 40 anos.

* Quarta-feira (12) – gestantes e puérperas, com mais de 18 anos, com até 45 dias do parto, independente da condição prévia (com ou sem comorbidades).

Escolas

* Terça-feira (11) – pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), de 59 a 54 anos; pessoas de 18 a 59 anos com doença renal crônica em hemodiálise; gestantes e puérperas (com até 45 dias do parto) a partir dos 18 anos; além das pessoas com Síndrome de Down de 18 a 59 anos.

* Quarta-feira (12) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, de 59 e 54 anos.

* Quinta-feira (13) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e pessoas com deficiência permanente, que recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC), de 53 a 40 anos.

* Sexta-feira (14) – gestantes e puérperas (com até 45 dias do parto), com mais de 18 anos, independente da condição prévia (com ou sem comorbidades).

Documentos que todos precisam apresentar

* Atestado médico comprovando a comorbidade – atestado padrão confeccionado pela Prefeitura, disponível no hotsite de notícias sobre o coronavírus. O laudo pode ser obtido nos serviços de saúde públicos e privados. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o atestado é emitido no turno da tarde, das 13 às 17h.

* Documento de identidade com foto.

* Comprovante de residência e CPF ou Cartão SUS, além dos documentos específicos de acordo com o grupo ao qual o paciente pertence, conforme o texto abaixo.

Deficiência Permanente com BPC
Os pacientes com Deficiência Permanente, cadastrados no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), não precisarão apresentar o atestado, apenas o comprovante do benefício, por meio do extrato bancário ou lotérico ou, ainda, acessando o comprovante no site do INSS. A SMS esclarece que pessoas com deficiência permanente que não recebem BPC não fazem parte do grupo prioritário para receber a vacina neste momento.

Pacientes em hemodiálise
Pacientes com doença renal crônica, que realizam hemodiálise, e os oncológicos, em tratamento de radioterapia e quimioterapia, podem solicitar os atestados nos serviços onde realizam os procedimentos.

Gestantes
Além do documento de identidade com foto, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência, as gestantes e puérperas, com mais de 18 anos, independente da condição preexistente (com ou sem comorbidades), devem apresentar:

– carteira de gestante do pré-natal ou atestado médico.

As mulheres que tiveram bebê, com até 45 dias (puérperas), também devem apresentar a Certidão de Nascimento do filho (a) ou a nota da alta hospitalar.

HIV e Aids
Pessoas com HIV e Aids, com idades entre 40 e 59 anos, que fazem tratamento no Serviço de Assistência Especializada (SAE), localizado à rua Almirante Guilhobel, 221, poderão obter seus atestados e, ainda, ser imunizadas das 9 às 17h. O calendário é o seguinte:

* dias 11 e 12 – pessoas de 59 a 54 anos; e,

* dias 17 e 18 – pessoas de 53 a 40 anos.

A SMS esclarece que a vacinação desse grupo diretamente no Serviço, para aqueles que desejarem, tem o objetivo de preservar a privacidade dessas pessoas. Ainda assim, quem preferir se deslocar até os outros pontos de vacinação (drive-thru e escolas) poderá fazê-lo portando os documentos necessários para comprovar a comorbidade e o atestado fornecido pelo SAE.

Aqueles que possuírem nome social também terão seu direito garantido de uso, por meio da Portaria nº 1.820 de agosto de 2009 do Ministério da Saúde. O uso do nome social é garantido em todas as unidades de saúde.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo