Canoas

Guarda Municipal de Canoas recebe câmeras corporais para teste

Iniciativa visa o registro das atividades, a fim de possibilitar maior segurança dos guardas e maior transparência nas ocorrências.

A Guarda Municipal de Canoas recebeu câmeras corporais (bodycams), que são acopladas nos uniformes dos guardas durante as atividades, para um período de testes. As câmeras têm uma função importante no registro em vídeo, fotos e som das atividades, o que auxilia tanto na segurança dos agentes, quanto na maior proteção à população, garantindo a transparência nas ocorrências.

O secretário de Segurança Pública, delegado Emerson Wendt, explica que o período de testes será de 60 dias. “Vamos fazer uma avaliação da utilidade, praticidade e economicidade das câmeras. Em seguida, caso verificada a necessidade dos equipamentos, vamos encaminhar o processo de contratação, que pode ser feito por aquisição ou por locação. Com isso, melhoramos a qualidade do atendimento das ações da Guarda Municipal à população canoense”, destaca.

De acordo com o diretor da empresa que fornece os equipamentos, a Ditec Smart Solutions, Fernando Gomes de Oliveira, autoridades de vários países atestam que as câmeras corporais são essenciais na atividade policial, gerando mudanças positivas no relacionamento com a sociedade, melhorando a efetividade das operações, a transparência das ações e a segurança dos policiais e da população.

Como funciona

As câmeras táticas ou câmeras de vídeo corporais, tipicamente utilizadas pelas forças policiais para gravar suas interações com o público e reunir evidências de cenas de crimes, têm sido conhecidas por aumentar a credibilidade das operações de segurança pública. As câmeras são pequenas, resistentes à chuva, poeira e quedas, possuem autonomia de até 10 horas de gravação ininterrupta, suportam diversas resoluções, desde VGA até Full HD, garantindo uma imagem com áudio de excelente qualidade, inclusive em atividades noturnas ou com pouca luminosidade.

O equipamento é acoplado aos uniformes dos guardas e grava automaticamente todas as atividades durante o turno de serviço, como as abordagens, fiscalizações e demais interações. O conteúdo fica na câmera e, no fim do turno, é automaticamente descarregado em servidores específicos.

As câmeras têm número de série, que permite associá-las a agentes específicos nas operações de campo, e possuem conexão Wi-Fi e Bluetooth, para integração com dispositivos externos, que podem comandar ações específicas, como iniciar ou concluir uma gravação, por exemplo. Todo o conteúdo é criptografado e apenas pessoas autorizadas têm acesso a eles, garantindo assim a confidencialidade das informações.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo