Porto Alegre

Porto Alegre vai cortar salários de trabalhadores em greve na Procempa

A greve dos trabalhadores da Procempa completa 19 dias, e a Prefeitura de Porto Alegre adotará novas medidas para garantir a prestação de serviços à população. Nesta terça-feira (15), os trabalhadores em greve terão cortado o pagamento da antecipação da quinzena. Referente ao período de greve, está suspenso o pagamento dos dias parados, de vale-refeição, vale-alimentação e vale-transporte.

A paralisação de 35% dos trabalhadores da categoria está desalinhada com o cenário de crise provocada pela pandemia, com arrecadação mais baixa e aumento do investimento para infraestrutura de saúde. Neste momento, trabalhadores públicos que estão entre os mais bem remunerados precisam dar exemplo de responsabilidade coletiva.

A Administração Municipal trabalha pelo diálogo, mas a negociação não pode prejudicar a população. Por isto, o prefeito Sebastião Melo autorizou a adoção de providências para contratação emergencial de soluções no mercado, começando por sistema do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), que tem a leitura das contas de água afetada pela greve, assim como outras áreas em análise.

A gestão reitera o respeito à Procempa e reconhece o empenho da maioria dos profissionais que não aderiu ao movimento, sendo responsáveis pela manutenção, dentro do possível, das atividades essenciais para atendimento ao cidadão e funcionamento da cidade.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo